Empreendedorismo

Maconha – Porta de entrada para a saúde

Redação Hypeness - 11/01/2012 às 12:49 | Atualizada em 03/06/2012 às 19:38

Que a maconha é uma droga ilícita no Brasil todo mundo já sabe. Mas será que ela é tão nociva para as pessoas como os meios de comunicação e os conservadores adoram divulgar? Segundo o ranking mundial de drogas (desenvolvida na Universidade de Bristol), que divide as drogas por seus danos para o usuário e a sociedade, a maconha está na 11º colocação, enquanto o álcool está na 5º colocação, concluindo de forma científica que os “Bons Drink” são muito mais perigosos a nossa saúde e a sociedade do que a Cannabis. As drogas que lideram o ranking são a Heroína(1º) e Cocaína(2º).

A maconha não é legalizada no Brasil, mesmo com todas as pesquisas recentes sobre a cannabis e diversos países do mundo a legalizando como Argentina, Uruguai, Portugal, Holanda, Espanha, EUA(medicinal), Canadá(medicinal), entre muitos outros. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, é o mais conhecido ativista brasileiro e é membro da Comissão Latino-americana de Drogas e Democracia. Ele apoia a descriminalização da posse de pequenas quantidades para uso pessoal da maconha, o auto-cultivo em residências e afirma que a repressão como é feita resulta num aumento de violência e consumo. Ele é o protagonista do documentário Quebrando o Tabu, onde aborda o assunto com profundidade e fatos reais.

O potencial da cannabis medicinal é enorme, com algumas pesquisas sérias revelando como ela pode nos ajudar no combate de doenças como Cancer e Alzheimer.

A proibição da maconha não é injusta apenas com os seus usuários, mas também é injusta com a indústria e com a economia brasileira. O fato da droga ser ilícita, impede seu estudo científico livre e o desenvolvimento de produtos com essa matéria prima, que possui possibilidades infinitas. Muitos países do mundo já avançaram nessa questão produzindo centenas de produtos à base de cannabis que vão desde alimentos mais lights e nutritivos do que a soja até cosméticos que não agridem a natureza. Divulgo abaixo alguns produtos feitos com a Cannabis para exemplificar o seu potencial econômico e também um vídeo mostrando esses produtos por um brasileiro que mora nos EUA.

MORTES AMERICANAS CAUSADAS POR DROGAS:

Tabaco (Cigarro) = 400.000
Alcool (Bebidas) = 100.000
Drogas LEGAIS (comprimidos, xaropes) = 20.000
Drogas ILEGAIS (ecstasy, lsd) = 15.000
– Cafeina = 2.000
– Aspirina = 500
– Marijuana/Weed/Maconha/Cannabis = 0 (ZERO)

Fonte: US government, National Institute on Drug Abuse, Bureau of Mortality Statistics.

Aviso importante: O Hypeness não faz apologia as drogas. O objetivo desse artigo é divulgar as mais recentes pesquisas e avanços mundiais sobre o assunto da Cannabis.

Leite de Maconha, fonte orgânica e rica de ômega 6 e 3

 

Pão de Maconha, sem THC

 

Condicionador e Shampoo de Maconha

 

Chocolate de Maconha, sem THC

 

Blusa e Jeans de Maconha, feito com a fibra da planta

 

Sorvete de Maconha, feito com as sementes 

 

Azeite de Maconha, Fonte de ômega 6 e 3

 

Hidratante de Maconha

 

 

Para finalizar, deixo com vocês uma animação que mostra de forma lúdica a diferença entre a maconha legalizada e a ilegal.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness