Empreendedorismo

Ensine o que você sabe fazer de melhor, e ainda ganhe por isso

07 • 03 • 2013 às 21:24
Atualizada em 08 • 04 • 2013 às 14:16
Paulo Moura
Paulo Moura Jornalista paulistano que adotou o Rio de Janeiro como casa. Possui mais de 15 anos de experiência em comunicação corporativa e é sócio-diretor da Agência VIRTA. Apreciador de cerveja, comida ogra, mar e tudo aquilo que combina ou remete a ele.

William descobriu há cerca de um ano uma hérnia de disco. Desde então vem procurando entender mais e mais sobre o tema a fim de conviver melhor com o problema e evitar uma cirurgia. No começo de março, ele dá um workshop no Tea Connection, em São Paulo, sobre como sentar, como levantar da cama, como sair do carro, como carregar uma caixa e coisas do tipo.  Essa é apenas uma das vários possibilidades de troca de conhecimento propostas no site do Cinese, startup criada no ano passado que promove no país a prática do crowdlearning.

O Cinese funciona como uma plataforma onde qualquer pessoa pode oferecer suas ‘habilidades extracurriculares’ em troca de dinheiro, e quem quer aprender algo, por sua vez, encontra mentores. Vale qualquer habilidade: dar aula de matemática, ensinar a desenvolver programas de internet, dar aula de espanhol, de pintura, de canto, etc. A ideia, de uma maneira geral, é desfocar o processo de aprendizagem de sala de aula e aproveitar os talentos que podem estar ao seu lado e você não sabe. Quem ensina fica com 80% do que cobra e a outra parte remunera a plataforma – isso quando as aulas não são gratuitas como a do William, que tem o sugestivo nome de Herniáticos Anônimos.

O modelo é inspirado no norte-americano Skillshare, que possui milhares de professores cadastrados nos Estados Unidos – que ganham em média 20 dólares por aula – e já foi tema inclusive de uma matéria do New York Times. “”É exatamente minha aposta para onde vai a educação do futuro, na qual mais gente do que se imagina pode ser aluno e professor por tempo indefinido”, disse recentemente o jornalista e especialista na área educacional Gilberto Dimenstein.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness