Estilo

Estilista dispensa modelos e usa marionetes em seu desfile do SPFW

por: Vicente Carvalho

De tempos em tempos, o mundo da moda é sacudido por algum desfile arrebatador e memorável. Fazia muito tempo que não acontecia, desde o inesquecível desfile de Jum Nakao em 2004, no qual ele trouxe modelos vestindo belos figurinos feitos de papel, que ao final foram rasgados para delírio de quem assistia. Pois quase 10 anos depois esse frisson aconteceu de novo. Nessa semana, no desfile do estilista Fause Hauten no SPFW, em vez de habituais modelos na passarela, havia um pequeno tablado à frente do palco de cortinas fechadas, com um grupo de manipuladores vestidos de preto e um casting de marionetes muitíssimo elegantes que caminhavam e posavam para os fotógrafos como as modelos que elas representavam.

O resultado foi um desfile plácido, atípico e muito emocionante, além de uma delicadeza poucas vezes vistas nas semanas de moda. O estilista disse que teve a ideia ano passado, quando ganhou uma bonequinha (na verdade um duende) e pensou que poderia levar à passarela bonecas em vez de modelos.

A ideia foi só melhorando depois que ele descobriu que poderia ‘escolher’ as marionetes pro seu desfile, ele resolveu colocar o rosto de modelos que ele gostaria que desfilassem para sua marca ou que já o haviam feito, as modelos são: Gisele Bündchen, Thana Kuhnen, Paola Ludtke, Stella Tennant, Aline Weber, Alícia Kuczman, Shalom Harlow, Kate Moss, Carol Trentini, Raquel Zimmermann, Kristen McMenamy, Karen Elson, Alek Wek, Natalia Vodianova, Amber Valletta, Linda Evangelista, Mariacarla Boscono, Naomi Campbell e a atriz Julianne Moore.

E ao final, mais uma bela surpresa, as cortinas se abriram e revelaram os vestidos em seus tamanhos reais, ao lados de suas marionetes, e pra fechar o ‘evento’, uma marionete da Maria Rita cantou a música “Redescobrir”, veja o vídeo do desfile:

desfile_fausen desfile_fausen3 desfile_fausen3b desfile_fausen4

Publicidade


Vicente Carvalho
Em busca da terra do nunca.


X
Próxima notícia Hypeness:
Mulheres e calças: uma história não tão simples e um pouco mal contada