Arte

Fotógrafo registra imagens de festival que promove conexão com a natureza

Jaque_Barbosa - 19/03/2013 às 09:13 | Atualizada em 08/04/2013 às 14:04

Vivendo na cultura do progresso, é constante a sensação de que a tecnologia e o conhecimento têm se tornado obsoletos cada vez mais rápido. Mas existe um grupo que se reúne atualmente na Carolina do Norte que não compactua com esse sistema e que quer fazer algo para se tornar mais independente dele. Essas pessoas, das mais diferentes idades, se encontram no festival Firefly Gathering, que já acontece há 5 anos consecutivos.

Durante 4 dias, pessoas que estão buscando expandir sua conexão com o mundo natural se unem para aprender lições com mais de 90 mestres de todo o país. Lá, as pessoas aprendem sobre permaculutra, sobre cultivo de comida, como fazer abrigos, como conseguir alimento,  como fazer fogo, dentre outras atividades. As aulas são ministradas por pessoas com anos de experiência em viver na natureza selvagem.

Segundo os criadores, “a função do festival é resgatar as pessoas da amnésia/entorpecimento que as atinge nessa era da tecnologia. Quando as pessoas chegam lá elas se inspiram e sentem que as coisas são possíveis.” No Firefly Gathering eles acreditam que a tecnologia deve sim ser utilizada, mas de uma forma responsável, interagindo também com a ecologia e não somente com o interesse das pessoas.

Quando perguntaram a Matt Hansen, um dos professores do festival, que já viveu anos em meio a natureza, conseguindo sua própria comida sem usar dinheiro e nem carro, se ele tinha medo de um real colapso da civilização em que vivemos, ele responde: “Eu tenho mais medo da civilização continuar do jeito que está hoje por mais 20 anos, do que um colapso do sistema.. Eu apoio a ideia. Um colapso é necessário.”

O fotógrafo Mike Belleme, da Carolina do Norte, retratou um pouco da realidade desse festival. Veja as imagens:

UPDATE: O post tem causado uma polêmica porque muita gente acha que as fotos são exemplo de crueldade com os animais. Na verdade, é o oposto: todos os dias, a maioria das pessoas do mundo tem carne no seus pratos, e se esquecem que apenas estão pagando alguém para fazer um trabalho muito mais sujo. No nosso ponto de vista, crueldade é a forma como é “produzida” a carne que chega nas nossas mesas em formato de um suculento churrasco ou hamburguer – animais confinados, criados em condições desumanas, tudo em nome do luxo humano que faz questão de ter carne todo dia no prato, o que demanda uma produção em alta escala, transformando vidas em mercadorias. As pessoas retratadas nesse festival estão em busca de uma existência mais honesta e de uma independência do sistema – isso inclui caçar a sua própria comida. Precisamos sair da bolha e perceber que bizarro mesmo é uma sociedade na qual as crianças acham que o leite vem da caixinha e que o bife vem da bandejinha de isopor do supermercado.

Para os interessados, o Firefly Gathering acontece nesse ano de 20 até 23 de junho. Saiba mais.

via

Publicidade


Jaque_Barbosa
Poeira Estelar.

Canais Especiais Hypeness