Arte

Fotógrafa retrata crianças tailandesas que lutam por fama e dinheiro

por: Vicente Carvalho

Publicidade Anuncie

A fotógrafa Sandra Hoyn estava de férias na Tailândia em 2011 quando presenciou uma competição de Muay Thai perto de Banguecoque. O esporte, conhecido como “a arte das oito armas”, é muito popular no país, pois caracteriza-se pelo uso combinado de punhos, cotovelos, joelhos, canelas e pés, ou seja, é um esporte difícil e frequentemente os praticantes tem contusões e ossos quebrados.

No entanto, o  que chamou a atenção da fotógrafa não foi o esporte em si, mas os lutadores: crianças de até 6 anos de idade estavam no ringue. Imediatamente a fotógrafa procurou os pais (quase sempre treinadores) e pediu autorização para registrar as crianças, o que resultou na série “Die Kampfkinder” (algo como: Crianças Lutadoras), que mostra crianças que são treinadas para duelar com seus pares na frente da platéia.

Ela passou quatro semanas com as famílias, registrando os treinos intensos dos meninos: “a coisa mais chocante para mim foi ver a pressão sobre essas crianças. Eles são o instrumento para os pais ganharem dinheiro, e eles têm que ganhar a luta porque os pais apostam muito dinheiro neles. Muita gente perde todo seu dinheiro em uma noite.”, disse Sandra. Por não existir idade mínima para o esporte, os pais, para fugirem da pobreza, colocam os filhos para treinar e gerar renda desde muito pequenos, para que a ‘renda’ com a carreira do filho seja vantajosa. Veja algumas das fotos:

Die Kampfkinder

Die Kampfkinder

Die Kampfkinder

Die Kampfkinder

Publicidade

Die Kampfkinder

Die Kampfkinder

Die Kampfkinder

Die Kampfkinder

Die Kampfkinder

17_Hoyn_Kampfkinder

Die Kampfkinder

Die Kampfkinder

Die Kampfkinder

Die Kampfkinder

Die Kampfkinder

Die Kampfkinder

todas as fotos @ Sandra Hoyn.

Publicidade Anuncie


Vicente Carvalho
Em busca da terra do nunca.


X
Próxima notícia Hypeness:
Por que assistir ‘Mid90s’, o filme de skate que faz graça da masculinidade tóxica dos anos 1990