Fotografia

Acompanhe a jornada do Hypeness pelas trilhas e cachoeiras da Chapada Diamantina #guiacanon

por: Eme Viegas

Viver é preciso… E viajar é tão preciso quanto. Nós do Hypeness nunca escondemos a nossa paixão por viagens, por lugares fantásticos e por novas culturas. Por isso, foi com grande prazer que aceitei o convite para participar de um projeto incrível feito para aficionados por viagem e fotografia: o Guia Canon.

A ideia: seis blogueiros ou personalidades ligadas ao mundo das viagens foram convidados para trazer seus pontos de vista sobre lugares descolados e belos do Brasil. Para ajudar na jornada, cada um recebeu uma câmera Canon diferente para testar suas funções e conseguir captar imagens ainda mais incríveis dos paraísos escondidos por esse Brasilzão.

O projeto começou na semana passada a todo vapor, com os relatos de Gabriel Britto, do Blog Gabriel quer Viajar, que foi para a Amazônia; e com as dicas da Ailin Aleixo, do blog Gastrolândia, que fez uma imersão na Serra Gaúcha. Nessa semana, começam os relatos do Ricardo Freire, do blog Viaje na Viagem, que tem a missão de fazer uma travessia por Barra Grande do Piauí; e o meu relato, com as dicas imperdíveis e fotos de tirar o fôlego da Chapada Diamantina no interior da Bahia. Na sequência, será a vez do Bruno de Luca, do programa Vai Pra Onde, que vai a Bonito no Mato Grosso do Sul e, por fim, Álvaro Garnero, do programa 50 por 1, que visitará o Jalapão, no Tocantins.

Ou seja, gente bacana e destinos fantásticos. O resultado só poderia ser o guia de viagem interativo mais bacana dos últimos tempos.

chapada1

Onde fizemos o nosso batismo em águas baianas. Cachoeira que fica logo acima dos Caldeirões do Serrano.

Sempre fui apaixonado por natureza, mas ainda não tinha tido a chance de visitar a bela e inesquecível Chapada Diamantina. Como eu já imaginava, foi paixão à primeira vista – logo me rendi às suas landscapes imponentes, às suas cachoeiras e poços que são verdadeiros oásis no sertão Baiano, à rica fauna e flora do local, às longas caminhadas debaixo de um sol de 40 graus que sempre revelam surpresas ótimas no final, e à cultura de um dos povos mais tranquilos e gente boa do Brasil, os queridos baianos. Há um ditado que diz que quem conhece a Chapada Diamantina e gosta, sempre volta. Eu mal retornei para a selva de concreto paulista e já estou arquitetando um plano para voltar o quanto antes. Pois é, meus caros, viajar é a única coisa que você compra e que te deixa mais rico.

chapada-2

Assistir ao Sol tingindo toda a Chapada Diamantina de laranja, lá do alto, foi uma experiência transformadora.

chapada3

A Jaque Barbosa renovando as energias debaixo de uma das várias cachoeiras da Chapada Diamantina.

chapada4

No topo do Morro do Pai Inácio, contemplando toda a beleza e imensidão daquele lugar único.

chapada-6-e-7

A bela Cachoeira do Mosquito, com seus 60 metros de queda.

chapada8

A Cachoeira do Mosquito em toda sua amplitude.

chapada9

Poço do Diabo visto de cima.

chapada10

Gruta azul, que possuem formação calcária e é regada pelas mesmas águas da Pratinha. Lá não é possível mergulhar, apenas contemplar.

chapada11

Por causa da falta de chuva, a Cachoeira da Fumaça estava seca. Mas a vista continuou arrebatadora.

chapada12

Eu, pendurado na beira da cordilheira, a 420 metros de altura. Adrenalina no topo.

chapada13

Depois de finalizar a descida da trilha para a Cachoeira da Fumaça, paramos no Riachinho, uma bela queda d’água. A luz estava linda.

chapada14

A mochila da Canon, grande companheira nessa viagem.

chapada15

 Vista das belas Cordilheiras da Chapada Diamantina, durante a minha travessia de 7 horas, do Capão para Guiné.

chapada16

A impressionante Cachoeira do Buracão e seus 100m de queda.

chapada17

Ponte adaptada para quem quer cruzar a cachoeira de um lado para o outro por cima. Roots.

chapada18

Eu, na ponta de um mirante, contemplando a paisagem de tirar o fôlego na estrada de volta para o centro de Ibicoara.

chapada19

Parece alguma cena do filme Avatar – o mágico Poço Encantado.

chapada20

Eu e a inacreditável transparência das águas do Poço Azul.

Apesar de hoje em dia todo mundo conseguir captar imagens bacanas com câmeras de celular, tive como parceira de viagem uma Canon EOS Rebel T5i, e posso garantir que ela fez a diferença nas imagens. Suas diversas funções e recursos me permitiram transpor uma parte da beleza daquele local mágico em fotos de tirar o fôlego.

chapada5

A companheira de viagem, Canon EOS Rebel T5i.

O papo está bom, mas se eu fosse você ia correndo acompanhar todas as atualizações do Guia Canon, que já está bombando com dicas e fotos com alguns dos destinos brasileiros que você definitivamente não pode morrer sem conhecer. O Guia Canon interativo vai te ajudar muito na hora de planejar a sua próxima viagem, ou mesmo para viajar sem sair do sofá. Acompanhe tudo por aqui.

Publicidade


Eme Viegas
Trabalho com internet e meu escritório é na praia.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
As melhores fotos submersas de 2020 são de tirar o fôlego – pra suspirar depois