Empreendedorismo

Artista cria cidades em miniatura que vão confundir seus sentidos

por: Eme Viegas

A ilusão de ótica tem um importante papel no trabalho de Michael Paul Smith, também por culpa da perspectiva que ele utiliza pra fotografar seus carrinhos em miniatura integrados na paisagem real. A verdade é que, olhando algumas imagens, diríamos que tudo tem a mesma dimensão e que as fotos teriam sido captadas há muitos anos.

Tudo começou quando Smith acumulava coleções de carrinhos de brinquedo e não sabia o que fazer com eles. Foi então que sua veia de artesão veio ao de cima (ele que é fotógrafo, já foi pintor, ilustrador, designer) e revelou um enorme talento pra construção de maquetes detalhistas e bem próximas do real.

Cada peça tem que estar no seu exato lugar pra nos transportar para o mundo que Smith criou: uma cidade chamada de Elgin Park no ano de 1964. Em cada maquete, ele reproduz cenas do cotidiano da pequena cidade, desde carros estacionados do lado de fora de estabelecimentos comerciais a outros parados em um dia de neve. Depois, sem edição digital, ele fotografa, dando a ideia de que as imagens têm décadas.

PaulSmith0

PaulSmith1

PaulSmith2

PaulSmith3

PaulSmith4

PaulSmith5

PaulSmith6

PaulSmith7

PaulSmith8

PaulSmith9

PaulSmith10

PaulSmith11

PaulSmith12

PaulSmith13

PaulSmith14

PaulSmith15

PaulSmith16

PaulSmith17

PaulSmith18

Smith utiliza técnicas que eram empregues em filmes nos anos 1920: como era muito caro criar cenários em tamanho real, modelos de carros eram desenhados e posicionados nas posições corretas pra criar essa ilusão. O mais genial é que o fotógrafo não recorre a matemática pra saber onde colocar cada pecinha – tudo feito com seu olho apurado.

todas as fotos @ Michael Paul Smith

Publicidade


Eme Viegas
Trabalho com internet e meu escritório é na praia.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Pride Bank: conheça o primeiro banco digital LGBT do mundo