Criatividade

Uma carta para mim mesmo 10 anos atrás – por Eco Moliterno

por: Jaque_Barbosa

Publicidade Anuncie

O novo quadro do Hypeness – Uma carta para mim mesmo 10 anos atrás – tem conseguido seu objetivo: inspirar pessoas, fazê-las refletir sobre a vida e o caminho que escolheram. A de hoje, com certeza, não vai te deixar ileso.

Convidado de hoje: Eco Moliterno

Profissão: Head of Digital da Agência Africa

Eco por Eco: Eco começou sua carreira aos 16 anos como caricaturista de uma revista de rock. Depois ilustrou para muitas outras revistas, chegou a criar jogos de tabuleiro para a GROW mas foi na Dinamarca, onde terminou o colegial, que conheceu sua verdadeira paixão: a internet. Hoje ele é o responsável pelas campanhas online mais famosas do Brasil – incluindo os hilários filmes do Joel Santana para Head&Shoulders – e, depois de ter sido eleito um dos 10 profissionais mais inovadores do mercado digital brasileiro, foi o primeiro criativo online a ganhar o Prêmio Caboré como Profissional de Criação do Ano em 2013.

 

Oi Eco 2.6! Tudo bem?

Aqui quem fala é o Eco 3.6. Isso mesmo: eu sou você com 10 anos de vantagem. E estou escrevendo pra te dar algumas dicas preciosas. Conselhos de primeira para primeira pessoa. Mas como a gente já não se vê há algum tempo, é melhor dividir o assunto em tópicos:

1 – Trabalho

Se meus cálculos não falham, você deve estar agora sentado, de madrugada, na sua mesa na AOL terminando de criar alguma campanha pro portal. Acertei? Pois então, prepare-se: se em 2004 você já acha que trabalha muito, em 2014 vai trabalhar ainda mais. Mas a boa notícia é que você vai se apaixonar cada vez mais pelo que faz. E como o amor é cego, você nem vai ver esses 10 anos passarem.

2 – Ser chefe

Você deixou a AgênciaClick, onde foi diretor de arte por quase 4 anos, e foi pra AOL ser Designer Chefe e comandar uma equipe de 10 pessoas que vai reformular toda a parte gráfica do portal. Quando chegou, você tinha só 25 anos e nunca tinha sido chefe antes. Que responsa, hein? Mas não precisa ficar com medo: basta ser o chefe que você sempre quis ter. Simples assim. Seja superior a eles na sua dedicação, e não só no seu cargo, e isso vai te dar mais respeito do que qualquer sigla bonita em um cartão de visitas. E o melhor de tudo: essa proximidade com eles transformará seus funcionários em verdadeiros amigos – e alguns deles continuarão trabalhando ao seu lado 10 anos depois.

3 – Prêmios

Depois de emplacar vários shortlists em Cyber, em 2003 você finalmente ganhou seu primeiro Leão em Cannes, né? Parabéns! E pode ficar tranquilo porque nesse ano (2004) e no próximo (2005) você também vai ganhar – e depois ainda vai ser convidado pelo próprio Festival para ser jurado. Mas aí, depois de todos esses leões, você vai se dar conta de algo que mudará completamente a sua carreira: o principal prêmio da publicidade não é entregue na Riviera Francesa. O maior reconhecimento para um publicitário acontece na padaria da esquina, no almoço de domingo em família, na pelada com os amigos. É quando alguém comenta ao seu lado que viu uma propaganda genial sem saber que foi você que criou. E como a internet vai virar uma mídia de massa – pra desespero de muitos, que gostariam que ela continuasse sendo de poucos –, você ainda vai ter a chance de criar muitas campanhas online que vão cair na boca do povo. Pode acreditar. Eu não tô de brinqueichon.

4 – Dinheiro

Rico de verdade não é quem tem dinheiro, mas quem não precisa dele. Portanto, trabalhe sem pensar só nele, pra que o dinheiro seja sempre um coadjuvante na sua história, nunca o protagonista. E aí, aos poucos, ele vai perdendo importância até praticamente desaparecer da sua vida. Resumindo: se você quiser estar sempre no lucro, faça mais do que ganhe, entregue mais do que receba, seja mais do que tenha. “Under promise, over deliver”. E assim, nos próximos 10 anos, você jamais pedirá um aumento – mas receberá vários.

5 – Família

Se no lado profissional esses anos serão incríveis pra você, no pessoal as notícias não são muito boas. Daqui a 3 anos, em 2007, você vai perder sua mãe, seu pai e sua avó, no mesmo ano, pra essa epidemia do século XXI chamada câncer. Portanto, aproveite ao máximo os três agora porque, depois, todas as suas conquistas vão perder 10% do valor simplesmente pelo fato deles não estarem mais aqui pra comemorar contigo. Seu avô, em compensação, vai chegar a 2014 com 93 anos de pura lucidez, e você vai passar a tomar café-da-manhã todos os dias na casa dele antes de ir por trabalho – e isso vai fazer com que todos os problemas do seu dia fiquem muito menores do que eles são.

6 – Amigos

Nosso pai dizia pra mim – e ainda diz pra você – uma frase muito bacana: “na vida você só precisa de uma camisa limpa, livros e bons amigos”. E depois de ficar um pouco mais velho, você vai ver que essa é a mais pura verdade. Afinal, só no Facebook (você ainda não sabe o que é isso, mas vai saber) a amizade é medida quantitativamente. No mundo real, é melhor ter poucos bons amigos do que muitos ótimos colegas.

7 – Viagens

Pra compensar todas as noites viradas na agência, você também vai virar muitas noites no avião. Ou seja, você não só vai viajar muito a trabalho como ainda vai se casar com uma ítalo-brasileira que vai rodar o mundo (e, principalmente, a Itália) ao seu lado. E o lema da vida de vocês dois será “work hard, travel hard”.

8 – Saúde

Por último, o tópico mais importante de todos – e , curiosamente, o que você vai dar menos atenção nesses próximos 10 anos – : a sua saúde. Continue praticando esportes sempre que puder. Ou melhor, sempre que NÃO puder, pois sua saúde não pode esperar uma vaga na sua agenda: ela precisa criar seu próprio espaço. Portanto, adapte seu trabalho à sua saúde, e não o contrário. Afinal, assim como nesse texto, saúde é o que sustenta todo o resto.

Bom, é isso. Nos vemos daqui a 10 anos.

Se cuida aí.

Abs,

Eco 3.6


Nota:
Pra conhecer os trabalhos de Eco Moliterno, acesse este link.

faixa-carta

Publicidade Anuncie


Jaque_Barbosa
Poeira Estelar.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
E se os personagens da Disney e super-heróis enfrentassem desastres ambientais?