Empreendedorismo

Uma carta para mim mesmo 10 anos atrás – por Domênico Massareto

Jaque_Barbosa - 21/02/2014

Inspiração. É isso que procuramos com o quadro que estreamos recentemente aqui no Hypeness, Uma carta para mim mesmo 10 anos atrás. Nele convidamos pessoas das mais diversas áreas a escrever uma carta para suas versões 10 anos mais novas, desafiando-as a refletir sobre o rumo das suas vidas.

Convidado de hoje: Domênico Massareto

Domênico por Domênico: Publicitário, roteirista, dono de restaurante e dono de um porquinho. Formou-se em cinema pela FAAP e estudou roteiro na UCLA. Como publicitário ganhou 15 leões no festival internacional de publicidade de Cannes e hoje é diretor geral de criação da ID, agência que fundou em 2007. Foi um dos roteiristas da primeira temporada do sitcom De Volta Pra Pista. Seu porco de estimação, Jamon, está prestes a virar desenho animado. Se tivesse talento musical, largaria tudo para ser pianista.

Domênico,

Já que aos 26 anos você se acha maduro o suficiente para não “escutar os mais velhos”, escute você mesmo. Leia esta carta do Domênico de 36 anos: sim, você dez anos mais velho, que chegou onde queria e vai te contar como são as coisas por aqui.

1. Você não é feliz, está apenas confortável

Sua vida está ótima, né? Mora bem, tem seu carro, emprego novo. E só vai melhorar: em alguns meses – junho de 2004 – você será premiado no maior festival internacional da sua profissão. Vai sorrir por duas semanas sem parar, será promovido, vai receber propostas de emprego. E sabe essa multi nacional onde você acabou de começar a carreira? Vocês serão sócios numa empresa que tem a sua inicial na porta. Será a melhor coisa que já aconteceu na sua vida. E será a pior coisa que já aconteceu na sua vida. Você irá se viciar nesse “sucesso” e vai querer provar que é um dos melhores naquilo que faz. Não caia nessa. Você vai ler um dia que “se você é a pessoa mais esperta da sala, você está na sala errada” e entenderá que toda validação e elogio só servem para alimentar o seu ego e afastá-lo do seu potencial. Não estou dizendo pra largar tudo, nem estou cuspindo no prato onde você pode comer pelos próximos 10 anos. Quero apenas te convencer de que você pode mais. Não se preocupe em provar pro mundo que você tem talento. Dane-se para a opinião alheia. A gente não nasceu pra ser aprovado pelos outros. Nasceu pra fazer o que sonha e você não está fazendo. Está fazendo aquilo que você já sabe fazer. Vá para o próximo desafio. Arrisque-se. Sinta-se desconfortável, Domênico. Faça aquilo que você tem vontade, mesmo que ache que não consegue. Faça isso agora, porque você não é feliz. Está apenas confortável.

2. Não se esqueça de você

2009 será um ano difícil. Se você ignorou o parágrafo acima, sua empresa – que agora tem quase cem pessoas – vai exigir toda a sua energia e todo o seu tempo. Sua família também irá precisar da sua ajuda. Você ficará exausto, física e emocionalemte, e vai usar quase todo o dinheiro que guardou até aqui para ajudar os outros. Sua saúde vai piorar e você ficará levemente deprimido. Mas no final do ano, você terá uma conversa que irá mudar a sua vida. A conversa começará com a citação “Ama o próximo como a ti mesmo”. Você vai rebater relatando tudo o que faz pelos outros, mas não entendeu que essa frase é simétrica. Aqui está o segundo sentido: ama a ti mesmo como ama o próximo, Domênico. Seja menos duro com você. Erre um pouco sem se punir. Durma até um pouco mais tarde sem se culpar. Diga mais “nãos”. E se mime um pouco. Você merece.

3. Amor

Você não sabe nada sobre o amor ainda, então livre-se do peso de tentar encontrá-lo ou irá perder o seu tempo e o de outras pessoas. Tenha paciência, espere e ele será revelado pra você por três mulheres diferentes. A primeira delas se chama Clara. A Clarinha vai nascer em 2008. É sua sobrinha. No começo vocês irão se estranhar. Ela vai chorar toda vez que se aproximar e você vai achar que ela tem cara de bebê genérico. Mas numa noite, quando ela tiver uns seis meses, diferente das outras vezes, ela vai deixar você pegá-la no colo sem chorar; vai te olhar por cinco minutos e, logo em seguida, dormir nos seus braços. Este será o momento em que vocês irão se conectar pra sempre. Todo momento seguinte será de orgulho, saudade e vontade de apertar intercalados.

A segunda lição não será tão doce. Em 2011 sua mãe irá descobrir um câncer. Sim, do pior tipo. Você irá conhecer a fúria do amor. Verá que a calmaria de um sentimento de mãe e filho pode se transformar num maremoto que devasta toda sua noção de tempo, dor, necessidade e tristeza. Toda prioridade do mundo irá se reorganizar. Mas tudo vai acabar bem. Sua mãe irá se curar. Alegria e paz ganharão um novo significado e você vai aprender que existem PROBLEMAS e problemas.

E finalmente, em 2013, você vai encontrar aquele tipo de amor. Sim, a mulher da sua vida. Vocês nunca vão discutir. Irão discordar às vezes, mas com respeito. E vão dar risada juntos todos os dias. Como você vai saber que a encontrou? A mulher da sua vida vai chegar e sua vida vai continuar exatamente a mesma, só que mil vezes melhor.

Espero que se escute, Domênico. Se cuida e não perde tempo, porque vai passar depressa.

Boa década.

PS: você terá um porco de estimação. Longa história.

faixa-carta

Publicidade


Jaque_Barbosa
Poeira Estelar.