Viagem

10 vantagens de largar o seu emprego das 9h às 18h por um novo modelo de trabalho

por: Eme Viegas

O termo é relativamente novo aqui no Brasil, mas em diversos países esse se torna um estilo de vida cada vez mais comum. Dentre todas as revoluções causadas pela internet, talvez uma das mais significativas é que ela proporcionou a possibilidade de trabalhar de qualquer lugar do mundo, desde que você tenha seu notebook debaixo do braço e uma conexão com internet.

Muita gente ainda pensa que os Nômades Digitais são mochileiros ou que simplesmente decidiram tirar um tempo para viajar, dar uma volta ao mundo, ou coisa do tipo. Isso não é uma verdade. Os Nômades digitais não necessariamente viajam com um mochilão nas costas, ficando em lugares de low budget, e nem estão de férias. Eles apenas perceberam que poderiam continuar trabalhando, ganhando dinheiro, crescendo na carreira, mas que para isso, não era preciso estar em um lugar fixo. Decidiram, então, unir o útil com o agradável – trabalho com viagem. Já que raríssimas pessoas podem se dar o luxo de viajar várias vezes por ano, eles perceberam que para viajar não era necessário estar de férias. É possível trabalhar, passando por diferentes lugares do mundo, tendo vistas diferentes das janelas, e nas horas livres, ainda poder curtir outras culturas, costumes, comidas e lugares.

Nesse projeto iremos falar muito sobre esse estilo de vida, mas antes disso, fizemos uma compilação das maiores vantagens de adotar esse modelo que a cada dia mais ganha novos adeptos. Eis algumas delas:

1) Você pode gastar menos dinheiro do que se estivesse parado na sua cidade

Não é novidade que o custo de vida no Brasil é bem caro, comparado com o salário que ganhamos. Principalmente se estivermos falando de cidades grandes como São Paulo ou Rio de Janeiro. Existe um site viciante chamado Expatistan, no qual você pode comparar o custo de vida em cidades do mundo todo com um clique. Fizemos uma comparação entre São Paulo e Chiang Mai, e o resultado é assustador: segundo o site, viver na cidade de São Paulo é 86% mais caro do que viver em Chiang Mai. Viver em São Paulo também é 72% mais caro do que em Buenos Aires; 49% mais caro do que viver em Florianópolis, 32% mais caro do que em Santiago, no Chile;  e aproximadamente igual a viver na cidade de Boulder, no Colorado, EUA (considerando que se trata de um país de primeiro mundo, é um dado interessante). Ou seja, com o dinheiro que você gasta em São Paulo, por exemplo, você poderia estar viajando e saindo da rotina ao viver e trabalhar em locais diferentes cuja moeda é mais barata. É claro que tem a questão das passagens aéreas que são bem caras para locais distantes, mas se você se programar e fizer uma economia, é provável que consiga dividir o dinheiro da passagem em alguns meses. Depois você compensa, já que estará morando em um local onde o custo de vida é bem mais baixo, e você vai continuar ganhando o mesmo qua ganhava quando trabalhava em São Paulo via home office, por exemplo.

2) Você não vai ter que combater um dos maiores causadores de infelicidade na vida das pessoas: o tédio

Mesmo que você tenha uma vida bem sucedida, nos moldes que a sociedade espera de você, é provável que, em algum momento da vida, tenha de enfrentar um grande vilão: o tédio. Depois que tiver uma posição profissional de sucesso, depois que tiver um carro que sempre quis, a casa com os móveis como você sempre sonhou, tudo começa a ficar normal demais, e você provavelmente vai sentir um vazio, um chamado por novas experiências. Timothy Ferris, autor do bestseller “Trabalhe 4 horas por semana”, um dos livros responsáveis por despertar em várias pessoas a ideia de que é possível ter um estilo de vida alternativo, diz uma frase que simboliza muito isso: “Felicidade e tristeza não são opostos, são como amor e ódio. Você pode amar alguém que você odeia. Nós vemos muito isso nas em algumas relações entre mãe e filho e marido e mulher. Por isso, o contrário do amor é na verdade a indiferença. Como o contrário de felicidade é tédio. É o tédio de uma rotina que não satisfaz mais que apaga a nossa chama interna. É o tédio de um trabalho que não faz mais sentido para você, que o impede de ser feliz. É o tédio de uma relação que não acrescenta nada de novo nas duas pessoas, que faz com que aquele casal que era tão feliz no início esteja mais para bons amigos que dormem juntos.  Caminhamos na inércia da vida, atrás de uma felicidade que nunca chegará se não quebrarmos a rotina. A pergunta que temos que fazer não é “O que quero?” ou “Quais são os meus objetivos?” mas sim – “O que me estimula?”

Ao escolher um estilo de vida alternativo, os nômades digitais automaticamente já eliminam esse problema. Eles estão cada hora em um lugar, podem conhecer os países e cidades que sempre sonharam sem precisar esperar pelas próximas férias, e assim eliminam a rotina de seus dias. Não acreditamos que isso seja a garantia de felicidade, até porque a felicidade está no lado de dentro, independente do ambiente, mas esse com certeza é um facilitador no quesito ter uma vida incrível.

3) Você pode aprender várias línguas sem precisar fazer cursos

É inegável que a melhor forma de aprender um idioma é imergindo na cultura de pessoas que falam aquela língua. Enquanto muita gente passa anos e anos dentro de uma sala de aula para aprender um idioma, os nômades digitais vão aprendendo enquanto vivem. Como eles geralmente vivem por algum período em países diferentes, eles automaticamente aprendem outros idiomas sem precisar comprar curso ou ficar decorando regrinhas de gramática. Se você por exemplo, mora 6 meses em Buenos Aires, e mais 6 em São Francisco, em um ano será capaz de entender e se comunicar em dois idiomas, e assim por diante. O tempo que você passaria numa sala de aula pode ser usado para conhecer novas pessoas e culturas, e assim aprender de forma natural.

4) Você se torna uma pessoa mais criativa

É difícil ser criativo quando você vive cercado pelas mesmas referências, já que a inspiração vem dos lugares menos óbvios. Se você acorda todo dia na mesma cama, percorre o mesmo caminho até o metrô, trabalha na mesma mesa, tem a mesma vista da janela, almoça nos mesmos lugares, fala com as mesmas pessoas, dentre outros, fica bem mais difícil se inspirar e alimentar o seu lado criativo. Os Nômades Digitais estão sempre se cercando de novas referências. Cada novo local que eles visitam é uma enxurrada de referências novas. O mundo, que parecia ser uma bolha, de repente se expande, e você então passa a perceber que aquilo que considerava ser o universo, era somente o “seu” universo. Há muitas outras coisas rolando pelo mundo, outras ideias, outros costumes, outros hábitos…Tudo o que você olha é novo, e isso é uma vitamina poderosa para a inspiração. Então, se você tem estado com crises de criatividade, a culpa provavelmente não está em você, mas sim nas referências que você tem absorvido que são praticamente as mesmas ao longo dos anos.

5) Você se torna mais humilde

Somente quando você viaja é possível entender o tamanho do mundo e como somos um grão de areia diante dessa imensidão. Quando estamos dentro da nossa bolha, achamos que sabemos muito, que temos as soluções para todos os problemas, queremos opinar sobre tudo mesmo que nunca tenhamos vivido na pele de outras pessoas. O Amyr Klink tem uma frase clássica que resume muito isso: “Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver” 

6) Seus filhos vão crescer com o melhor professor de todos: o mundo

Muitos pais reclamam de problemas de comportamento dos filhos, mas talvez eles se esquecem de um detalhe – as crianças de hoje estão sendo criadas por babás ou pelas escolas. Enquanto você está fechado num escritório, realizando tarefas mecânicas, e ajudando seu chefe a conquistar os sonhos dele, seus filhos estão crescendo. Você provavelmente irá perder a primeira vez que ele conseguir escrever seu nome, ou a reação dele ao provar morango pela primeira vez, ou então o sorriso no rosto dele na primeira vez em que presenciar uma chuva de granizo. Você vai perder a chance de observar com detalhes como ele descobre o mundo, e o pior de tudo é que essa fase nunca mais vai voltar. A falta ou a presença dos pais durante a infância dos filhos pode ser determinante para definir a pessoa que ele irá se tornar no futuro. Um estudo feito pela Brown University, comprova que a fase mais vital de aprendizado nas crianças acontece entre os 2 e 4 anos de idade. A criança nessa fase precisa estar sendo acompanhada e observada de forma muito planejada e cuidadosa, para permitir uma melhor construção da sua base intelectual, emocional, psíquica e motora. Nem é preciso dizer que confiar o acompanhamento do filho a outra pessoa que não seja os pais, pode gerar problemas futuros complicados.

Ser um nômade com filhos, era uma grande dificuldade anos atrás, mas hoje a tecnologia mudou esse cenário. Há tempos que tem surgido um debate sério a cerca da necessidade urgente das escolas tradicionais se adaptarem à realidade atual. O mundo mudou e as escolas continuam as mesmas da geração dos nosso pais. Sendo assim, é óbvio que esse sistema educacional atrasado esteja formando jovens desmotivados, repreendidos e com potenciais desperdiçados.

Enquanto o governo não se move para criar uma solução para esse problema latente, as pessoas estão encontrando soluções eficazes para contornar a situação. Um dos métodos que estão sendo mais adotados são as metodologias que ensinam através da internet, como a Khan Academy (que hoje tem mais de 43 milhões de alunos pelo mundo), e várias outras. O objetivo é oferecer um ensino interativo e muito mais motivacional para uma geração que não consegue mais focar somente em uma coisa de cada vez. A educação precisa se adaptar à velocidade do pensamento dessa nova geração, e um quadro negro acompanhado de um professor falando, cada dia mais se provam ineficazes.

Esse é um ponto a favor dos Nômades Digitais que têm filhos. Para aprender e ter uma educação de qualidade, seu filho não precisa mais estar somente fechado numa sala de aula. Além de aprender os conteúdos tradicionais com métodos confiáveis via internet, a quantidade de experiências e conhecimento que ele irá acumular viajando e conhecendo novas culturas, não tem preço. O mundo é o melhor professor e a vida vai ensinando lições que ele jamais iria aprender num quadro negro. Além do benefício que ele terá com os próprios pais ao lado dele como mentores pois o tempo na companhia dos filhos para quem é Nômade Digital aumenta consideravelmente (Conheça histórias de pais que viajam o mundo com filhos aqui, aqui e aqui.)

7)  Você tem a chance de conhecer pessoas interessantes do mundo inteiro

Se você já conhece pessoas fantásticas onde vive, imagina só quantas mais existem no mundo todo? Viajar é uma das formas mais incríveis de conhecer pessoas interessantes pelo caminho e fazer amizades para a vida toda. Às vezes você sai para tomar um café de manhã, e ao pedir o açúcar para o moço da mesa ao lado, começa uma conversa e descobre que ele tem uma vida super interessante e que vocês tem um monte de coisas em comum. Ou seja – cada momento do dia é uma oportunidade de se encontrar com o inesperado, e assim ter a chance de conhecer pessoas que podem mudar a sua vida para sempre. Se você permanece parado por muito tempo em um lugar só, ou se suas viagens são sempre curtas, você passa a ter menos oportunidades de “trombar” com essas pessoas e fazer novas amizades.

8) Você elimina da sua vida as prisões materiais

Uma das drogas mais viciantes da nossa geração é o consumismo. Comprar nos traz uma sensação extrema de felicidade mas, como diversas drogas, essa sensação boa dura pouco tempo. Lembre-se, por exemplo, de quando comprou aquele carro que tanto sonhava ou aquela TV gigante para a sua sala. Quanto tempo durou a sensação de euforia? Quanto tempo a felicidade causada por aquele novo objeto permaneceu dentro de você? Provavelmente muito pouco. E é por isso que estamos sempre com essa necessidade desenfreada de continuar comprando, para que o prazer e a sensação boa permaneça.

Isso significa que ,aos poucos, vamos nos tornando escravos daquilo que possuímos. Você compra uma casa, e ela passa a ser sua dona. É preciso consertar as goteiras no telhado, aparar a grama, pintar, arrumar as trincas, comprar móveis bonitos, colocar TV a cabo, contratar internet. Se tiver uma apartamento, além de tudo isso, ainda terá de pagar um aluguel eterno que é o condomínio. Se tem um carro, precisa pagar seguro, gasolina, IPVA, dentre outros. Então viajar se torna mais difícil, porque as coisas que você possui precisam de manutenção, e também porque você não consegue carregá-las todas com você, te fazendo ter vontade de permanecer em um só local.

Os Nômades Digitais entenderam que ser é muito mais importante do que ter, e por isso passaram a fazer trocas inteligentes de modo a se livrarem das amarras. Por exemplo, livros de papel são ótimos, mas nada práticos. Invista num kindle e poderá ler quantos livros quiser na sua mochila, sem carregar peso, e ainda por cima, pagar menos gerando mais economia. Trabalhar com seu computador enorme pode ser confortável, mas um notebook vai te permitir trabalhar com vistas que você jamais teria da sua sala de estar ou homeoffice. Ter um telefone fixo pode ser econômico, mas serviços como Skype também te permitem fazer todo tipo de ligações para o mundo inteiro pagando um valor super acessível.

Os Nômades Digitais não possuem uma casa fixa onde acumulam coisas, mas, por um outro lado, eles estão sempre trocando de casa, o que é uma experiência divertida. Cada hora você está em uma cama diferente, cozinha em uma panela diferente, toma banho em banheiros diferentes, e isso faz com que a vida não caia na rotina.

9) Você entende que o maior e melhor salário de todos é a sua liberdade

Não adianta ganhar um salário de 3 digítos, se você não tem tempo para gastar isso. Você pode montar uma casa incrível, gastar uma fortuna para montá-la, mas passa somente 10% do seu tempo nela. Você tem dinheiro para viajar para onde quiser, mas só pode viajar nas férias e nos feriados.

Sendo um Nômade Digital, se você não está conseguindo produzir muito em casa, nada impede você sair e ir trabalhar num quiosque beiramar, sentando numa praça, num Starbucks vendo pessoas diferentes passar, dentre outros. Se você produz melhor de noite, pode criar seu horário, cumprindo suas funções na hora em que se sente mais inspirado, sem precisar se adaptar a um horário fixo só porque seu chefe acha que esse é o melhor horário para produzir. Você definitivamente precisa ter mais disciplina para não cair em armadilhas, mas assim que entende os benefícios desse lifestyle, com certeza vai querer fazer o seu melhor para mantê-lo.

10) Você tem a oportunidade de conhecer mais lugares a fundo

Quando estamos de férias, geralmente passamos por lugares fantásticos muito rápido, deixando sempre a sensação de precisar voltar para ver muito mais daquele local que te fez ficar apaixonado. Talvez por isso, a melhor forma de conhecer um lugar de verdade é viver nesse lugar por algum tempo. Só assim você realmente tem a chance de experimentar aquele estilo de vida dos moradores de lá, pode conhecer mais de perto a cultura, os costumes, pode de fato absorver a fundo todas as novas referências daquele local. Isso você vai raramente conseguir numa viagem de férias ou em algum feriado.

E você, já vive esse estilo de vida ou tem vontade de viver? Concorda com o nosso ponto de vista? Queremos ouvir sua opinião nos comentários!

ps: Não estamos dizendo que ser um Nômade Digital só tem coisas boas – toda escolha tem seus benefícios e os seus desafios. Em breve escreveremos um post contando os maiores desafios desse lifestyle.

ps2: Gostou de ideia e quer ver de perto como os nômades digitais vivem? Acompanhe a  websérie onde mostramos os bastidores da nossa vida trabalhando e viajando ao mesmo tempo.


Crédito das fotos: Rafael Gatuzzo

Publicidade


Eme Viegas
Trabalho com internet e meu escritório é na praia.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Com mesma população há 30 anos, Uruguai traça plano para atrair estrangeiros