Arte

Artista pinta capacetes corretivos para bebês transformando-os em divertidas obras de arte

por: Vicente Carvalho

É maravilhoso ver que existem pessoas que dedicam seu tempo, disponibilidade e carinho em atividades que fazem uma diferença enorme para a vida de outras. Esse é o caso de Paula Strawn, uma artista que, através da pintura, transforma capacetes que bebês precisam usar para correção da “cabeça achatada” em pequenas obras de arte.

A plagiocefalia posicional (ou cabeça achatada) acontece depois do nascimento quando o bebê passa muito tempo em uma posição que coloca pressão em uma parte do crânio, que ainda é muito macio e flexível. E Paula tomou conhecimento da plagiocefalia quando uma amiga perguntou à ela se ela poderia deixar “essa coisa feia” (o capacete) da neta em algo mais bonito.

Desde então, nunca mais parou de usar esses capacetes corretivos como tela para suas lindas pinturas, que ao longo de mais de 10 anos já somaram mais de 11 mil novos desenhos, para alívio dos pais. Paula diz ainda que mudar a aparência dos capacetes, além de deixá-los mais amigáveis e bonitos, abre margem para os pais das crianças poderem explicar às pessoas que perguntam sobre o objeto usado na cabeça dos bebês, mostrando o quanto essa condição é tratável.

Veja alguns dos capacetes que ela já customizou e tente não adorar:

1920161_679503895446550_1744043264_n1208697_588610171202590_1764007794_n

1378119_591906824206258_1517748481_n

1382082_598793656850908_137012411_n

1382393_588610221202585_296206388_n

1510751_643365035727103_164998368_n

1621757_658796160850657_2118068719_n

1800238_658799850850288_159374875_n

2

3

4

9

11

Fotos via Facebook e Site Lazardo

Post por Razões para Acreditar.

Publicidade


Vicente Carvalho
Em busca da terra do nunca.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Os 100 anos da divina Elizeth Cardoso: a batalha de uma mulher por uma carreira artística nos anos 1940