Design

Fotógrafa cria série de auto-retratos para mostrar as diferenças entre as mulheres do Ocidente e as do Oriente

por: João Diogo Correia

A história é contada na primeira pessoa porque é passada na vida da fotógrafa: Natalie Abbassi é filha de mãe americana e de pai iraniano e viveu sempre entre uma e outra realidade. “Às vezes eu me sinto confusa, orgulhosa, e às vezes até estranha sobre como lidar com as diferenças das duas partes de mim”.

Para mostrar essa dicotomia, Abbassi dobrou a sua própria figura em auto-retratos esclarecedores. De um lado, a Abbassi americana, com tudo o que isso implica em questões de liberdade, independência ou abertura; do outro, a versão iraniana, com uma imagem diferente do papel das mulheres.

Além das óbvias capacidades de manipulação digital de Abbassi, a série vale pelos detalhes, pelas aparentemente pequenas diferenças (como preferir um refrigerante a um copo de vinho ou sentar no banco de trás, ao invés de dirigir) que vão muito além do vestuário e que, no final, cavam um fosso na identidade da fotógrafa.

NazeeAbbassi1

NazeeAbbassi2

NazeeAbbassi3

NazeeAbbassi4

NazeeAbbassi5

NazeeAbbassi6

NazeeAbbassi8

NazeeAbbassi7

Abbassi diz que a série, a que chama de “Self Study”, ao contrário do que seria de esperar, não arruinou a sua identidade, mas permitiu que ela, tal como os espectadores, a descobrissem em todo o seu esplendor.

todas as fotos © Natalie Abbassi

Publicidade


João Diogo Correia
É português, viveu no Brasil, Itália e Espanha. Fez a melhor viagem da sua vida pela África e agora está de volta a Portugal. Há mais de três anos, começou a trabalhar remotamente, a partir de casa ou em qualquer lugar com wi-fi, e por isso agradece todos os dias à internet.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
O logo das Olimpíadas de 2024 parece com o de um app de ‘date’ e a internet (claro) não perdoa