Design

Homem passa anos construindo uma excêntrica catedral feita com 60 toneladas de lixo

João Diogo Correia - 04/03/2014 | Atualizada em - 05/03/2014

É a arquitetura sustentável levada ao extremo. Vince Hannemann, americano e habitante de uma localidade perto de Austin, Texas, começou a recolher objetos descartados no final da década de 80 e a reutilizá-los na construção do que viria a ser uma verdadeira catedral de lixo.

Hannemann começou sem qualquer pretensão ou objetivo específico, mas acabou por tornar a coleta de materiais encontrados na rua uma parte importante da sua vida. O homem, que já é, por motivos óbvios, conhecido como “O Rei do Lixo” é, no entanto, bastante meticuloso na escolha dos objetos, que não devem quebrar a harmonia da estrutura.

A obra está no próprio quintal de Hannemann (que diz que, quando se cansar, pode simplesmente desmontá-la) e longe da vista dos vizinhos. Ainda assim, são vários os curiosos que já passaram por lá, fazendo até doações de materiais. Entre garrafas vazias, pedaços de bicicletas, rodas ou sinais de trânsito, são já 60 toneladas de lixo.

Dá uma olhada nos registros fotográficos feitos à obra de arte do Rei do Lixo.

TheKingofJunk1

TheKingofJunk2

TheKingofJunk3

TheKingofJunk4

TheKingofJunk5

TheKingofJunk6

TheKingofJunk7

TheKingofJunk8

TheKingofJunk9

TheKingofJunk10

TheKingofJunk11

TheKingofJunk12
Foto © Blake Gordon para o The Wall Street Journal 

Abaixo um vídeo contando um pouco da história de Hannemann e da forma como teve de superar um problema pra manter a estrutura de pé: por alegada falta de segurança, foi exigido que o homem conseguisse algumas licenças de construção. Durante o período burocrático, Hannemann foi obrigado a desmontar a obra e só alguns meses depois, com a ajuda de voluntários, reergueu a catedral.

The Junk King from Evan Burns on Vimeo

fotos via Flickr, ThisisColossal e Brooklyn-Spaces

Publicidade


João Diogo Correia
É português, viveu no Brasil, Itália e Espanha. Fez a melhor viagem da sua vida pela África e agora está de volta a Portugal. Há mais de três anos, começou a trabalhar remotamente, a partir de casa ou em qualquer lugar com wi-fi, e por isso agradece todos os dias à internet.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.