Viagem

Já pensou em alugar casas ao invés de ficar em hotéis em suas viagens?

por: Eme Viegas

Certo dia algum tempo atrás, conversando com um amigo e pedindo dicas de hotéis para se hospedar numa próxima viagem, ele falou:

“- Hotel? Eu só alugo apartamentos via Airbnb já faz um tempo.”

A gente nunca tinha ouvido falar em Airbnb, e nunca tínhamos considerado nos hospedar em alguma opção diferente de hostels ou hotéis nas nossas viagens.

“- É só inserir o destino e escolher uma das várias opções de casas. As pessoas alugam as suas casas com tudo dentro, seja para ganhar um dinheiro extra ou para viajar com esse dinheiro. É super seguro e bem mais divertido do que ficar em um hotel.”

Como não poderia deixar de ser, ficamos desconfiados. Como assim as pessoas saem e entregam a chave da suas casas na mão de um estranho? Será que dá certo? Como rola o pagamento? E se o dono da casa for um maníaco e quiser nos sequestrar? Como as pessoas confiam em deixar tudo em casa com estranhos lá dentro?

As dúvidas eram pertinentes já que nunca tínhamos ouvido falar num sistema como esse que funcionasse de fato. Como a recomendação era de um amigo próximo e experiente em viagens, fomos pesquisar e ficamos surpresos ao descobrir que, por incrível que pareça, o sistema funcionava perfeitamente bem: era seguro, prático, eficaz e, de fato, muito mais legal do que ficar em hotéis. Poder ter a experiência de passar alguns dias na casa de um local deixa a viagem bem mais divertida. Cada destino é uma casa nova, uma experiência nova, e aos poucos fomos nos apaixonando por essa coisa de morar em várias casas pelo mundo, sem ser dono de nenhuma delas.

Naquela época, a gente nem imaginava que iríamos criar um projeto de viagens chamado Nômades Digitais, e muito menos que teríamos o Airbnb como parceiros – mas mesmo assim, recomendávamos o site para todo mundo e sempre tivemos feedbacks positivos. Como muita gente vem falar conosco pedindo dicas sobre como usar o Airbnb da melhor forma, decidimos fazer esse guia que vai ser muito útil principalmente para quem nunca usou o sistema e fica inseguro ou com dúvidas sobre o site, ou pra quem já usou, mas gostaria de aprender umas dicas para ter melhores experiências.

Antes de começarmos, uma observação: esse post não é um publieditorial, ok? Não estamos ganhando nada para escrevê-lo. A ideia é unicamente ajudar pessoas a ter experiências tão legais de hospedagem como temos tido nos últimos anos desde que começamos a alugar apartamentos/casas em nossas viagens.

1) Crie um perfil atrativo

perfil

O Airbnb é uma rede social, então é importante que você crie um perfil atrativo para que consiga reservas mais fáceis. Quanto mais completo, melhor. O sistema do Airbnb é regido pela confiança e segurança, então tantos hóspedes quanto anfitriões preferem fazer resevas com pessoas que sejam confiáveis e que não se pareçam com um perfil fake. Por isso é importante:

> Ter uma foto de perfil que mostre bem o seu rosto. Evite aquelas de longe, com paisagens, na qual você é somente um pontinho no meio da foto. De preferência, suba mais do que uma foto.

> Ter uma descrição bacana sobre você: quem você é, o que faz, seus interesses, hobbies, ou qualquer outra coisa que possa ser interessante.

> Tenha a maior quantidade de verificações possíveis. Para evitar perfis fake, o Airbnb tem um sistema de verificação que legitima dados como seu email, telefone, Facebook, documento de identidade, dentre outros. Quanto mais verificações, mais real seu perfil vai ser, e mais chances de conseguir ótimas reservas.

2) Escolha o destino

local

Depois de ter criado um perfil atrativo, agora é a hora de responder a pergunta: Para onde você quer ir? Escreva o nome da cidade no campo de busca, assim como a data de check in, check out e quantidade de hóspedes.

3) Defina os filtros

filtros

O site oferece vários filtros para deixar sua busca mais eficiente. É importante preenchê-los para que você consiga encontrar um local do jeito que quer com mais facilidade. Esses filtros incluem informações como:

– se você quer alugar o local todo, apenas um quarto, ou compartilhar um quarto;

– quais comodidades procura no local, como internet sem fio, máquina de lavar, ar condicionado, lareira, dentre outros;

– qual o formato de hospedagem que você procura, como casa, apartamento, chalé, casa na árvore, gruta, trailer, casa-barco, barraca, castelo, dentre outros. Parece brincadeira, mas no Airbnb existem várias opções de hospedagem criativas, então você pode perfeitamente se hospedar numa casa na árvore ou numa barraca indígena, se achar apartamentos muito normais.

– Palavra-chave: você também pode inserir palavras-chave que não estejam nas opções pré-definidas. Ex: se você está indo para Amsterdã e gostaria de encontrar casas nas quais o anfitrião empresta bikes, pode escrever a palavra “bike” no campo de palavras-chave.

4) Confira o mapa

Ao lado das opções de casas, você vai ver um mapa mostrando onde os locais ficam. É importante saber a localização dos imóveis antes de alugar, então esse feature é bem útil na hora da busca.

5) Explore as opções

opcoes

No site tem tantas opções legais de hospedagem, que é natural a gente já querer sair reservando a primeira que vemos na frente. Mas um conselho sábio: calma. Olhe várias opções, leia com atenção a descrição da casa, as comodidades, a avaliação de outros hóspedes (essa é uma parte bem legal do sistema: sempre que você vai embora de uma propriedade alugada no airbnb, você recebe um email do site pedindo para avaliar o local, as comodidades, o anfitrião, etc. Por isso, todo mundo que deixa comentários de fato ficou hospedado no local, não tem como burlar isso, pedindo, por exemplo, para amigos deixarem reviews positivos e falsos no seu perfil. Todas as avaliações são reais e devem ser lidas com atenção.)

6) Fale com vários anfitriões

Antes de sair reservando, mais uma vez, CALMA: fale com os anfitriões primeiro. Você pode enviar mensagem para vários deles, se gostou de várias casas. Escreva uma mensagem se apresentando e explicando o motivo da viagem. Tire-dúvidas. Pergunte se o local está mesmo disponível naquelas datas (pode acontecer do anfitrião ter esquecido de atualizar o calendário e o local não estar mais disponível). E, por que não, veja se aquela é o preço final, porque muitas vezes pode acabar rolando um desconto.

entrar

É muito importante entrar em contato com o anfitrião antes de efetuar a reserva. Se você já sair fechando a reserva antes de ter uma resposta positiva, pode ser que o local não esteja disponível ou que o anfitrião não queira alugar a casa para você (isso pode acontecer, principalmente se o seu perfil não estiver atrativo/confiável), e você pode acabar tendo problemas.

7) Escolha a melhor opção

Depois de ter falado com vários anfitriões, você vai receber as respostas (geralmente o feedback é bem rápido) e então vai poder escolher finalmente a melhor opção. Se o local estiver disponível e se o anfitrião te aceitar como hóspede, ele vai te enviar uma pré-aprovação e, aí sim, você pode confirmar a reserva.

8) Efetue o pagamento

pagamento

O Airbnb aceita pagamentos via:

– Principais cartões de crédito e cartões de crédito pré-pagos: Visa, MasterCard, AMEX, Discover e JCB;

– PayPal;

– Vários  cartões de débito que podem ser processados na função crédito.

Pagamentos em dinheiro fora do site representam uma violação dos termos de uso do site e podem resultar na remoção do usuário então, não tente isso, ok?

Depois é só selecionar a forma de pagamento, e moeda na qual você será cobrado (há cobrança de taxa como em qualquer pagamento internacional) e confirmar a reserva.

Importante: o pagamento só é aprovado de fato quando o anfitrião aceita a reserva. Assim que confirmar sua reserva, você vai receber um email dizendo que ela está pré-aprovada, e que o anfitrião tem até 24h para dar o OK final. Caso, por algum motivo, ele não confirmar a reserva, o valor não é cobrado no seu cartão e a reserva não é feita. Quando ele dá o OK final, você recebe um email (feliz!) com uma mensagem dizendo: Parabéns, você vai para (nome da cidade). Você também recebe um recibo de pagamento e todas as informações completas do local: endereço completo, email e telefone do anfitrião, dentre outros.

9) Combinando a entrega das chaves

Essa é a parte que as pessoas mais têm dúvidas – como pegar as chaves do local? Depende de cada caso:

Depois da reserva confirmada, é sempre legal escrever uma mensagem para o anfitrião, dizendo que ficou feliz pelo fato dele ter aceito seu pedido e que está ansioso para conhecer a casa (ou algo do tipo) e para combinar como vão fazer para receber as chaves.

Geralmente o anfitrião pergunta a hora que você vai chegar e ele mesmo te recebe no local, para mostrar as comodidades, explicar como as coisas funcionam na casa, etc. Com a gente, já rolaram vários tipos de entrega de chave e (surpreendentemente!) nunca tivemos problema de tomar um cano do anfitrião ou de chegar no local e não conseguir pegar a chave.

Na maioria das vezes fomos recebidos pelos anfitriões na casa, mas também já nos encontramos com o anfitrião no aeroporto (ele estava saindo para uma viagem), já pegamos a chave com algum familiar ou amigo pois o anfitrião estava fora, já pegamos a chave com o vizinho, com o dono de uma loja que ficava em baixo do apartamento, enfim, tudo depende do que você combinar com o anfitrião.

Nós brasileiros ainda não estamos tão habituados com essa honestidade e comprometimento das pessoas, o que nos deixa sempre um pouco desconfiados, mas sempre tivemos experiências ótimas e tranquilas na hora de retirar as chaves.

Depois de estar com as chaves na mão, é só alegria! O anfitrião vai embora e você fica na privacidade da sua nova casa por alguns dias.

10) Devolvendo as chaves

Depois da sua estada, você vai precisar devolver a chave. Combine com o anfitrião como ele prefere fazer. Alguns deles preferem passar na casa quando você estiver indo embora, outros preferem que você simplesmente deixe a chave dentro e feche a  porta. Essa parte também costuma ser bem tranquila, basta alinhar antes.

Regras de etiqueta que você deveria saber

Para que o Airbnb funcione tão bem, e para que ele tenha se tornado essa referência em questão de hospedagem pelo mundo (na gringa, muita, mais muita gente mesmo usa o Airbnb e inclusive hotéis em vários lugares do mundo foram obrigados a abaixar os preços para competir no mercado), é preciso que os usuários se atentem e colaborem com algumas regras de etiqueta (e de bom senso). Eis algumas delas:

– Resista à vontade de fuçar nas coisas das pessoas

Sim, o anfitrião vai sair e deixar tudo na casa, como roupa, comida na dispensa, comida na geladeira, itens de higiene pessoal, computadores, equipamentos eletrônicos, enfim, a pessoa geralmente deixa a casa dela intacta. Isso não significa que você pode sair fuçando nas coisas da pessoa. Não, você não pode comer as comidas da dispensa (a não ser que o anfitrião tenha liberado), nem usar as roupas dele, nem beber os vinhos na adega, nem usar os produtos de beleza, enfim, não faça nada que você não gostaria que fizessem caso alugasse a sua casa para outra pessoa.

– Siga às regras da casa

Leia com muita atenção as regras da casa e as obedeça. Geralmente elas incluem itens como: não fazer barulho que incomode os vizinhos, não levar pessoas de fora para a casa, não fazer festas, não fumar, dentre outros. Se você não concorda com as regras, não alugue o local. Se topou alugar, precisa cumprir as regras.

– Se algo quebrou, avise

Acidentes acontecem, e se por acaso algo da casa quebrou durante a sua estada, envie uma mensagem para o anfitrião se desculpando, e perguntando como ele prefere resolver a situação. Se você deve comprar um item novo, se deve pagar o dano, ou se não precisa fazer nada a respeito caso o dano tenha sido pequeno para o anfitrião. Shit happens, o importante é reconhecer o erro e remediá-lo.

– Devolva a casa como encontrou

Principalmente na gringa, as pessoas não têm empregada doméstica como temos aqui no Brasil. Por isso, e por questões de bom senso e educação, espera-se que você devolva a casa como encontrou. Geralmente os donos têm tudo o que você precisa para dar uma limpada na casa, como vassouras, panos, produtos de limpeza, etc. Lave e guarde as louças, tire o lixo, varra a casa, se sujou coisas como armários, mesas, e fogão, deixe tudo limpo. Não significa que você precisa tirar um dia inteiro para faxinar e limpar cada fresta da casa, mas novamente, o bom senso precisa falar mais alto: devolva a casa como gostaria que devolvessem a sua. Além de mostrar que você é uma pessoa educada, isso vai te ajudar no próximo item.

– Avalie e seja avaliado

Um dia depois de você deixar o local, tanto você quanto o anfitrião vão receber um email do Airbnb pedindo uma avaliação. Ali é a chance de você descrever a casa e a experiência, e ajudar próximos hóspedes a entender melhor se devem ou não alugar aquele local. Se a experiência foi boa, conte isso, e descreva também como era a casa, o bairro, as comodidades, enfim, faça uma avaliação bacana. Se a experiência não foi boa (isso nunca rolou com a gente), também é a hora de dizer e alertar os próximos hóspedes. Esse comentário vai automaticamente para o perfil da casa da pessoa, sem que ela possa escolher se aprova o comentário ou não.

Outra coisa: você também será avaliado! O anfitrião vai poder deixar uma avaliação sobre como foi ter você como hóspede. Como foi a comunicação, se você cuidou bem da casa, se seguiu as regras, enfim, a impressão que ele teve de você. Essa avaliação vai para o seu perfil pessoal, sem que você possa aceitar ou não (você pode apenas responder publicamente se quiser). Então lembra o que falamos no item acima sobre deixar a casa limpa? Se você cuidou bem da casa, vai receber um feedback positivo, e se não teve cuidado, não seguiu as regras, não se comunicou com o anfitrião quando necessário, e devolveu a casa suja, vai receber um feedback negativo. Esses comentários são essenciais para que seus pedidos de reserva sejam aceitos, pois antes de aceitar um pedido de reserva, o anfitrião vai passar no seu perfil e ler os comentários.

coments

É bem importante deixar essas avaliações. Gaste 5 minutos deixando um feedback, e se o anfitrião não deixou um feedback sobre você, escreva para ele pedindo para ele deixar. As avaliações deixam o sistema do site bem mais seguro e são boas tanto para hóspedes quanto para os anfitriões.

Por último, mas não menos importante:

– Se você tem uma casa, já pensou em alugá-la?

Muitas pessoas tem tirado um bom dinheiro com aluguéis via Airbnb. E outras, tem usado esse dinheiro para viajar. Ou seja – se você alugar sua casa por 1 semana, pode usar esse dinheiro para passar 1 semana em outro local, o que faz com que a viagem saia praticamente de graça.

O Airnb tem um sistema de pagamento muito seguro tanto para quem aluga quanto para quem se hospeda: eles seguram o dinheiro até que a pessoa chegue e se hospede na casa. Isso dá uma segurança, pois se, ao chegar na casa, o hospede não ficar satisfeito com o local e se sentir lesado, pode entrar em contato imediatamente com o Airbnb e eles não repassam o dinheiro para o dono. Assim você não perde nada e pode alugar outro local.

Para o anfitrião, é seguro pois ele recebe o dinheiro completo quando o hóspede chega, e não corre riscos de ter problemas com o pagamento. O Airbnb também oferece seguro caso a sua casa sofra algum dano.

O processo parece longo, mas quando você faz a primeira vez, vai ver que ele é bem fácil, simples, seguro, objetivo e, principalmente, viciante! É uma delícia poder navegar no site e escolher a casa que mais tem a ver com você, e até o processo de falar com os anfitriões e aguardar a confirmação da sua reserva pode ser bem excitante e divertido. Eu sempre fico muito feliz quando recebo o email de confirmação dizendo que a casa foi aprovada!

Para terminar, vou deixar aqui os links de algumas casas nas quais já nos hospedamos pelo mundo. Nem todas ainda estão disponíveis, algumas delas não estão mais no site, mas fica a dica para quem estiver precisando (ps: a experiência com todas as casas até hoje foram positivas! Nunca tivemos problema de chegar no local e ter surpresas negativas).

Local: Amsterdã

1) Apartamento fofo com jardim 

Apartamento fofo que fica em Amstelveen, uns 20 minutos de metro do centro de Amsterdam. É um bairro mais calmo e super agradável, parece de filme mesmo. Esse apartamento tem um jardim gostoso, uma cozinha super equipada e uma cama super confortável.

2) Apartamento cheio de luz e com uma vista linda

Esse apartamento de dois quartos é ótimo – cheio de luz e com uma vista linda para os tradicionais predinhos de Amsterdã. Tem que subir 4 andares a pé mas vale a pena! Fica a mais ou menos 15 minutos de bike do centro e tem restaurantes, cafés e bancos por perto

Assista ao vídeo no qual mostramos melhor esse apartamento:

[youtube_scurl=”https://www.youtube.com/watch?v=KdR6MpTXw80&list=PLoc-NDfkbLl3tu8vOpXRo9qNc6H_8s2bj”]

3) Mais um apartamento fofo com jardim

Essa casinha também é ótima – clean (tudo branco), com uma cozinha bem equipada, sala espaçosa e quarto confortável. Tem também um jardim nos fundos com pé de maçã e morangos silvestres!

Local: Barcelona

4) Cobertura com vista para a Sagrada Família

Esse apartamento é incrível e fica na mesma quadra que a Sagrada Família de Gaudí. Eu achava que estava sonhando, quando cozinhava enquanto via a igreja pela janela a alguns metros dali. Tem um terraço incrível com vista pra cidade inteira de Barcelona e fica colado com o metrô.

5) Apartamento com ótima localização

Esse é um apartamento bem simples, com preço mais acessível, mas com uma ótima localização. Fica no gracioso bairro Eixample, e tem uma varanda gostosa onde dá pra ter uma vista linda da cidade.

Local: Paris

6) Apartamento charmoso em Paris

Apartamento charmoso e super bem localizado, muito perto do metrô. Conseguimos também andar pela cidade inteira a pé devido sua localização. Cozinha completa, banheiro agradável e uma cama bem confortável.

Local: Berlim

7) Apartamento moderno em Berlim

Apartamento aconchegante e agradável em Berlim. Fica fora da zona central da cidade, mas tem metro bem perto o que faz com que seja fácil chegar em qualquer lugar. O apartamento foi recém-reformado e fica num prédio agradável de frente para um parque.

Assista ao vídeo no qual mostramos melhor a casa:

Local: Florianópolis

8) Mansão com piscina

Essa é uma verdadeira mansão em Floripa, onde conseguimos nos hospedar com apoio do pessoal do Airnb. Se for em mais hóspedes, pode vir a ser mais acessível para grupos. É uma casa linda, enorme, com piscina, vários quartos, sacada, e bem perto da praia da Barra da Lagoa. Talvez a nossa atração preferida da casa foi o anfitrião: Um americano que se reveza passando o verão em Florianópolis e, quando o inverno chega, vai para Nova York. Além de uma ótima experiência, ganhamos um novo amigo.

Assista ao vídeo no qual mostramos melhor a casa:

Local: Búzios, RJ

9) Casa em Búzios com a vista mais absurda que já vimos na vida 

Essa também é uma mansão, mas que pode ser uma ótima opção para viagem em amigos. Fica em Búzios, com uma vista absolutamente surreal para o oceano. A casa tem vários quartos, várias salas, um cozinha super espaçosa, churrasqueira, piscina, dentre outros.

Assista ao vídeo no qual mostramos melhor a casa:

Local: Rio de Janeiro, RJ

10) Cobertura com vista para o Cristo Redentor

Esse apartamento na Urca é lindo! Tem um terraço fantástico bem do lado do Morro da Urca (o bondinho passa praticamente em cima da casa), e com vista para o Cristo Redentor.

Assista ao vídeo no qual mostramos melhor a casa:

Esperamos que tenham gostado do post e que ele possa ser útil na sua próxima viagem! Lembramos mais uma vez que não ganhamos nada para produzir esse artigo, a intenção é verdadeiramente ajudar os viajantes a ter experiências incríveis como temos tido nos últimos anos usando o Airnb. Para começar a usar, clique aqui.

jaqueme

E você, já se hospedou em apartamentos em viagens? Como foi sua experiência?

Publicidade


Eme Viegas
Trabalho com internet e meu escritório é na praia.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Você pode conhecer a África do Sul de graça; saiba como