Inovação

O material do futuro é dobrável, mais forte que o aço e pode revolucionar o mundo da tecnologia

13 • 06 • 2014 às 05:05
Atualizada em 13 • 06 • 2014 às 08:12
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Você já pensou o que seria possível fazer se houvesse um material que fosse duzentas vezes mais resistente que o aço, sete vezes mais leve que o ar, condutor de eletricidade e calor, transparente e flexível? Ele existe e pode revolucionar a indústria eletrônica. Conheça o grafeno.

Trata-se de uma folha plana de moléculas de carbono que está deixando pesquisadores da indústria de tecnologia maravilhados. Com ele, seria possível criar produtos mais finos, flexíveis e com baterias mais poderosas. Imagine, por exemplo, um celular fino como uma folha, que pudesse ser dobrado e cuja bateria durasse mais de uma semana. Com o uso do grafeno, tudo isso seria possível.

Empresas como a Samsung, IBM, Nokia e SanDisk já trabalham em testes e possibilidades. O uso deste material também viabilizaria o que chamamos de tecnologia de vestir, um conceito que aproxima a interação de eletrônicos com o corpo, transormando-nos em verdadeiros ciborgues.

Até mesmo a camisinha poderia ser beneficiada pelas pesquisas com o grafeno. A Fundação Bill e Melinda Gates, administrada pelo co-fundador da Microsoft, investiu US$ 100 mil, em 2013, para viabilizar a criação de um preservativo feito com o material, que permitiria uma experiência mais natural e garantiria ainda mais proteção na hora do sexo.

Conheça algumas pesquisas e testes já realizados com o grafeno:

Circuito de eletrodos de grafeno impressos em um polímero de silicone

Grafeno, o material resistente e leve que pode revolucionar a tecnologia

Foto © Ji Hye Hong

Bateria de íon-lítio com camada de grafeno poderia carregar um smartphone em segundos

Grafeno, o material resistente e leve que pode revolucionar a tecnologia

Foto © SiNode Systems

Fibras de grafeno podem ser usadas para a fabricação de roupas inteligentes

Grafeno, o material resistente e leve que pode revolucionar a tecnologia

Foto © Jeff Fitlow

O uso do grafeno permite a construção de telas flexíveis

Grafeno, o material resistente e leve que pode revolucionar a tecnologia

Foto © Byung Hee Hong

Chip de grafeno: resistente e flexível

Grafeno, o material resistente e leve que pode revolucionar a tecnologia

Foto © Inmesol

Exemplo de tela flexível 

Grafeno, o material resistente e leve que pode revolucionar a tecnologia

Foto © Samsung

Aerogel de grafeno é resistente e mais leve que o ar

Grafeno, o material resistente e leve que pode revolucionar a tecnologia

Foto © Zhejiang University

Em 2010, Andre Geim e Konstantin Nonoselov, da Universidade de Manchester, na Inglaterra, ganharam o Prêmio Nobel de Física por pesquisas com o material, principalmente relacionadas à levitação magnética. Além das pesquisas com o grafeno ainda serem recentes, este não é um material fácil de ser produzido em larga escala – apesar de apresentar baixo custo. No Brasil, a Universidade Presbiteriana Mackenzie deve concluir ainda este ano a construção de um centro específico para a pesquisa do grafeno no país.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness