Criatividade

Marca desafia pessoas a contar as suas maiores conquistas na vida

por: Eme Viegas

Aqui no Hypeness sempre mostramos histórias de pessoas que, de alguma forma, nos inspiraram. Nem sempre essas histórias envolvem muito sucesso ou muito dinheiro, porque nada disso é necessariamente sinônimo de conquista. Conquista é a forma como cada um consegue superar seu próprio desafio, inovar nas menores coisas ou mudar o dia de alguém. É isso que nos move.

Cícero Pereira Batista, brasileiro de 33 anos, é um dos casos que nos comoveu com sua vontade de vencer na vida. Ele cresceu em Brasília, em uma área com altos níveis de violência e sua mãe acabou por cair nas amarras do alcoolismo. Mas perante as dificuldades, Cícero decidiu entregar-se ao trabalho e virou catador de lixo. Durante o trabalho, guardava livros e vinis que descobria no lixão e assim fez deles seu refúgio. Quer saber o resultado? Cícero hoje comemora – merecidamente – o diploma de médico, conseguido à custa de muito esforço e muito amor aos livros. Vale a pena ver a história completa deste ex-catador aqui.

lixeiro-medicina

Também do Brasil vem outra prova de que nos momentos de dificuldade somos capazes de nos superar. Alfredo Moser, um brasileiro que em 2002, depois de vários apagões de energia que o deixaram sem luz em casa, criou uma invenção a que chamou de “lâmpada engarrafada”, que consiste em colocar no telhado garrafas plásticas cheias de água. Assim, dependendo da força do sol, a potência da lâmpada por ir até aos 60 watts. Claro que esta criação não resolve o problema de noite, mas a verdade é que permite uma poupança tão grande na conta da luz que já está sendo replicada pelo mundo inteiro e ajudando comunidades carentes. Conheça melhor o caso deste mineiro aqui.

luz

A história de Julie Deane também não começou da melhor maneira – a filha, Emily, sofria de bullying na escola e os efeitos disso eram imprevisíveis. Julie pensou imediatamente transferi-la para uma outra, mas tinha um problema: a nova escola custava em média R$ 40 mil por ano. Mas como amor de mãe não tem limite, Julie não desistiu da ideia e começou a produzir bolsas de várias cores. Espalhou panfletos pelas ruas, criou um site para a empresa e hoje, pouco mais de 4 anos depois do início do projeto, fatura cerca de R$ 40 milhões ao ano. E sim, a filha mudou de escola e deixou de ser vítima de bullying (veja mais aqui).

article-2245651-166BB201000005DC-432_634x444-(1)

Poderíamos ficar aqui um dia inteiro, mas vamos só relembrar mais uma história, a de Philani Dladla, um morador de rua na África do Sul que se recusa a pedir esmola ou mesmo alimentos. Com 24 anos e tendo se livrado da dependência da droga com a ajuda de livros de autoajuda, hoje ele vende livros usados para conseguir sobreviver. E combate a sua condição da forma mais honesta, justa e determinada possível. Vale a pena conhecê-lo melhor aqui.

Philani Dladla

Com isto queremos mostrar como cada conquista é única e representa algo para cada pessoa, mas também como é possível aprender com as conquistas dos outros. E por falar nisso, para o lançamento do novo Ford Ka, a marca está desafiando as pessoas a contar suas conquistas na vida aqui. Em 240 caracteres, você pode compartilhar algo pessoal, profissional, amoroso, o que quiser.

As melhores histórias serão depois apresentadas junto com o Ford Ka, de uma forma que promete ser surpreendente. Olha só o vídeo da campanha:

FordKa1

FordKa2

FordKa3

Para saber mais, clique aqui.

artigo_patrocinado

Publicidade


Eme Viegas
Trabalho com internet e meu escritório é na praia.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Marca de cerveja coloca fotos de cães sem lar nas latas para que sejam adotados