Arte

A street art provocativa e de protesto do “Banksy do Irã”

por: Redação Hypeness

Se você conhece o mínimo de street art, sabe que o nome Banksy está associado a polêmicas, sarcasmo e críticas à sociedade. Seu legado tem inspirado alguns outros artistas como Dran, da França, que carrega sua arte com repúdio a diversas situações cotidianas, consideradas “normais” em alguns países ou em todo o mundo.

No Irã, surge um artista com a mesma pegada, chamado Black Hand, que por motivos de segurança não revela sua identidade. Ele espalha suas obras pelos muros de Teerã, cidade que tem se revelado com um grande potencial artístico, com protestos políticos e sátiras sociais. Os stencils acabam durando pouco, já que são rapidamente apagados pelo governo.

Segundo o artista, o direito de se expressar por meio da arte ajuda a enfrentar os problemas e a encontrar a paz. Em entrevista ao jornal The Guardian, Black Hand afirmou que as intervenções são fruto da liberdade – ao ar livre para que todos possam ver -, longe do monopólio das galerias de arte. “Sinto que os muros da cidade são a tela para as minhas pinturas. A cidade é a maior galeria, com a maior audiência”, pontuou.

Uma página não oficial do Facebook, além de juntar alguns fãs, serve como registro de suas obras, já que as pessoas ficam responsáveis por tirar fotos do que ele tem feito. As obras são muitas vezes polêmicas e incluem sátiras e ironias. Em alguns casos, como o do link do Youtube que você descobre mais abaixo, as obras de Black Hand são críticas diretas à sociedade em que vive e ao próprio governo do Irã.

Na foto abaixo, tinta vermelha faz alusão ao sangue derramado em Gaza.

blackhand11

blackhand10

blackhand8

blackhand7

blackhand6

Abaixo, uma mulher ergue um produto de limpeza, fazendo alusão à Copa do Mundo. O irônico é que as mulheres no país sequer podem entrar num estádio.

blackhand5

blackhand4

“O graffiti é crime. Pratique-o”

blackhand3

blackhand2

blackhand

black-hand-teera1

black-hand-teera7

black-hand-teera

Abaixo, uma pintura com o link de um polêmico vídeo no YouTube, que mostra a manipulação de votos nas eleições presidenciais de 2009, admitidas por um oficial do país.  

black-hand-teera4

black-hand-teera6

black-hand-teera3

black-hand-teera5

Na obra abaixo, um homem tenta vender um rim, atividade legalizada no país; por isso, é comum os menos favorecidos retirarem seus órgãos em troca de dinheiro.

black-hand-teera2

black-hand-teera8

Fotos: reprodução/Facebook Black Hand

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
A gente mede amor com cada besteira, viu | Do Amor #114