Inovação

A história inspiradora dos voluntários que fazem um dos trabalhos mais perigosos atualmente

Vicente Carvalho - 11/09/2014 às 08:16 | Atualizada em 11/09/2014 às 10:18

The White Helmets (“Os Capacetes Brancos”, em tradução livre), são os trabalhadores de resgate voluntário na Síria, um dos lugares mais perigosos do mundo atualmente, onde mais de 50 bombas e morteiros caem por dia em alguns bairros. Muitos são barris enferrujados cheios de espinhos e explosivos jogados por helicópteros em casas, escolas e hospitais.

Quando esses ataques acontecem, Os Capacetes Brancos vão procurar vida nos escombros, plenamente conscientes de que mais bombas podem cair a qualquer momento no local. Esses voluntários salvaram 2.514 vidas somente no ano passado, e deixam claro: não levantam bandeiras para nenhum dos lados, somente a bandeira branca, pela paz e pela vida.

“Quando eu quero salvar a vida de alguém não me importo se ele é um inimigo ou um amigo. O que me preocupa é a alma que pode morrer” diz Abed, um Capacete Branco.

Entre os vários resgates dramáticos que eles fazem a todo momento, um tocou a equipe em especial, por tratar-se de um episódio milagroso. Os Capacetes Brancos resgataram um recém-nascido com duas semanas de vida dos escombros de sua casa, que foi atingida e destruída por uma dessas bombas barris.

Confira abaixo este vídeo emocionante:

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=6h0VDhENotI” width=”628″ height=”360″]

“Este bebê foi mais forte que as bombas barris, mais forte que o desmoronamento dos telhados, mais forte que tudo.” Khaled Farah, um Capacete Branco.

white_helmets

white_helmets2

white_helmets3

Abaixo, mais algumas imagens de resgates que eles fazem diariamente na Síria:

herois-1

herois-2

herois-3

herois-4

herois-5

herois-6

Quer ajudar? Entre no site deles, e saiba como aqui.

Todas as fotos via Facebook

Publicidade


Vicente Carvalho
Em busca da terra do nunca.

Canais Especiais Hypeness