Inovação

10 projetos incríveis que conhecemos no seminário da Wired by Design na Califórnia

por: Redação Hypeness

Ficamos feliz com a possibilidade de compartilhar com nossos leitores alguns dos projetos mais incríveis que rolaram na Wired by Design, uma espécie de magazine ao vivo que reuniu, entre 29 de setembro e 1 de outubro, algumas das mentes mais criativas do mundo, em um encontro íntimo, onde tanto palestrantes como participantes puderam aprender e se inspirar.

Realizado na Califórnia, o Wired by Design foi um sucesso por vários motivos (se quiser se preparar pra edição de 2015, siga este link e fique a saber mais), mas Leo Macias, Diretor de Criação da agência DM9DDB – São Paulo, listou especialmente para o Hypeness 10 projetos que vale realmente a pena conhecer e que vão além das paredes do auditório. Dá uma olhada:

1 – Bjarke Ingels

É um arquiteto muito criativo, que foi se especializando em criar a partir das dificuldades. Ele acredita que são as maiores dificuldades que fazem as melhores ideias acontecerem. Dentro desse conceito, ele criou, entre muitos projetos, o Danish Maritime Museum. Um museu construído por baixo da terra para não interferir na vista da cidade para o Kronborg Castle, tombado pela UNESCO.

Wire1

Wire2
Fotos © Luca Santiago Mora

Ele e o seu estúdio de arquitetura, BIG, foram convidados pela prefeitura de Nova York para desenvolver o The Big U, um projeto que visa construir barreiras ao redor da ilha de Manhatan para proteger a cidade das frequentes enchentes. U Projetc não é só uma barreira, é um projeto pensado para as pessoas, e, se não disser que é uma barreira, você jamais saberia.

BIG U: A Day in the Life from Rebuild by design on Vimeo

Veja mais do trabalho dele no big.dk

2 – Carl Detorres

Considerá-lo só um ilustrador estaria errado, apesar de ele o ser por formação. Carl acredita na tese de que a língua universal é o design, muito mais do que o inglês. Tanto é assim que ele é contratado pelos principais jornais do mundo para transformar em gráficos explicativos assuntos polêmicos, como a legalização da maconha na Inglaterra, o lugar atual da mulher no mercado de trabalho no mundo, o aumento do porte de armas nos Estados Unidos, etc.

Ele é tão claro e didático com suas ilustrações que hoje faz inclusive trabalhos diretamente para o governo americano.

Wire3

Wire4
Infográficos © Carl Detorres

Veja tudo o que ele tem feito no mundo no cdgd.

3 – Doug Aitken

É um dos artistas plásticos mais inovadores do mundo. Se você já visitou o Inhotim, provavelmente se deparou numa das suas obras em que você consegue escutar os sons que o fundo da Terra gera. Ele apresentou no seminário o mais recente e maior trabalho, o Station to Station.

O projeto é um trem que percorreu horizontalmente os Estados Unidos de ponta a ponta. Só o trem já é uma belíssima e moderníssima instalação de luz que chamava a atenção por onde passava, porém o melhor estava dentro do trem: centenas de artistas entre músicos, atores de teatro, palhaços, artistas plásticos, fotógrafos, dançarinos, etc, viajavam dentro dos vagões produzindo o conteúdo que exibiria a cada parada desse trem nas estações.

Wire5
Foto © Alayna Van Dervort via Station to Station

Wire6
Foto via Huffington Post

O resultado disso tudo é um documentário incrível que vale a pena a ver para quem não viu o trem passar por perto.

STS – Feature Film Trailer from  on Vimeo

Veja este e outros trabalhos no Doug Aitken.

4 – Dave Merril

Dave é um engenheiro que já criou diversos produtos, porém a sua última invenção apresentada no seminário são os seus drones automatizados. São drones que funcionam pelo GPS do celular via Google View. Você só desenha na tela do seu celular o trajeto que você quer que ele faça sobrevoando e filmando.

Sim, você não precisa de mais nada. Você pode pegar o seu skate e descer ladeira abaixo, e o seu drone vai filmando a sua descida na sua velocidade, claro! O produto foi projetado para poder criar novas oportunidades de captação e muitas vezes viabilizar um projeto que seria impossível se não existisse.

Além de voar sozinho, filmar, mudar o ângulo da câmera e pousar sozinho, ele pode modelar em 3D o percurso que está fazendo. Sabe aquela ação que você queria tanto fazer e era impossível? Agora você pode viabilizar. O Drone custa a partir de US$ 780.

Wire7

Wire8
Fotos © 3DRobotics 

Quer ver o que mais ele faz? Entre aqui: 3drobotics.com.

5 – Jake Barton

Jake é um cientista absolutamente nerd e completamente alucinado pelo comportamento humano. O seu trabalho é desenvolver interatividades para museus e lugares públicos por todo o mundo. Ele nos falou no seminário sobre a teoria que aplica em todos os projetos que desenvolve. Se você me diz, eu esqueço, se você me toca, vou lembrar pra sempre”.

Dentro desse pensamento, ele já desenvolveu instalações para os principais museus do mundo; fora isso, foi escolhido para criar o memorial do 11 de Setembro em Nova York. Ele criou um ambiente de 2.500 m2 completamente interativo, onde mesmo só quem dá uma curta passada pelo memorial consegue entender como essa data mudou o mundo por completo.

Ele acrescenta, ainda, que a tecnologia pode ter emoção, sim. Através dela, já viu pelo mundo inteiro pessoas aprender muitas coisas sem perceber que estavam aprendendo.

Wire9
Foto via
Design Boom

Veja mais sobre Jake no localprojects.net.

6 – Christopher Kostow

Ele é cozinheiro, aliás, como se diz hoje, chef de cozinha, como tal já é uma pessoa consagrada, um dos poucos no mundo a ganhar 3 estrelas do Guia Michelin. Porém, o seu assunto no seminário não foi sobre os ingredientes comuns na culinária. Ele falou do seu outro lado criativo, a criatividade de encontrar a melhor harmonia nos seus pratos. Ele faz questão de desenhar junto com a sua equipe a melhor maneira de apresentar as suas receitas, faz questão de escolher a luz que melhor combina com aquele prato e a melhor música também, ou seja, ele não se limita às panelas. Ao contrário, acredita que o sabor das coisas não está só no paladar, está nos olhos, no olfato, nos ouvidos, no tato.

Quem já ganhou 3 estrelas no Guia Michelin, fora ser considerado um dos melhores chefs do mundo, não deve estar errado.

The Restaurant at Meadowood from  on Vimeo

Wire10
Foto: Reprodução

Veja mais do seu restaurante aqui: therestaurantmeadowood.com.

7 – Dan Winters

Considerado um dos fotógrafos mais criativos dos Estados Unidos pela crítica comercial e artística, Dan tem um trabalho para lá de especial. Ele trabalha como fotógrafo para a NASA desde os anos 80. Durante todos esses anos, ele já fotografou muitos momentos especiais da história aeroespacial do mundo.

Ele nos contou um pouco do seu momento de trabalho quando um lançamento vai ser realizado: uma logística para fazer 40 câmeras trabalharem ao mesmo tempo, por exemplo. Imagine fazer todas essas câmeras clicarem no momento certo, da distância certa, do ângulo certo, com a luz certa (lembre-se de que um lançamento de foguete tem muita luz e muita fumaça), agora imagine fazer isso dentro da regra de tudo o que envolve a NASA: erro zero.

Wire11
Foto: Reprodução

Veja o trabalho de Dan aqui: Dan Winters Photo

8 – Ives Behar

Ives é um dos melhores designers do mundo. Ele já criou alguns dawueles, objetos que a gente sonha em ter, como as belíssimas caixas de som Jambox, as pulseiras Jawbone, motos que mais parecem esculturas. Porém, desta vez, ele nos apresentou o August, a primeira fechadura digital do mundo, uma fechadura que funciona via celular. Mais por que uma pessoa precisa de uma fechadura que funciona pelo celular?

Pela mesma razão que alguns anos atrás alguém precisasse dividir com as pessoas o que fazem (Facebook hoje é um sucesso). A sua fechadura, por exemplo, o reconhece quando você se aproxima da sua porta, e não só abre como pode mandar via sms o recadinho que a sua empregada deixou, ou você pode, à distância, abrir a porta para seu amigo que vai ficar na sua casa, pode abrir a porta para a sua empregada e avisar inclusive na hora que ela foi embora. Realmente não dá para chamar essa invenção de fechadura, quem sabe ela é a porta para muitas outra possibilidades.

Wire12
Foto © August

9 – Gendtry Underwood

Ele é um dos fundadores do Dropbox. Ele nos falou sobre o Simulacrum. Explica: é o território em que a tecnologia está entrando nas nossas vidas e por causa disso tem feito grandes marcas hoje estarem consagradas nas nossas vidas. Skype é o simulacrum de poder estar presente, óculos 3D é o simulacrum de poder estar em lugares muitas vezes inexistentes, Paypal é o simulacrum do dinheiro, e por aí vai.

Outra teoria que ele defende é o pensamento que está sendo usado em Silicon Valley para poder lançar um produto. É que, para fazer sucesso, toda invenção deve ser como uma escova de dentes, tem que ser usada no mínimo 3 vezes ao dia e tem que, de alguma maneira, melhorar a vida das pessoas. Esse é o caso do Facebook, quantas vezes ao dia você não o usa? E, com certeza, de alguma maneira melhorou a sua vida, suas relações com pessoas, ou mesmo permitindo o reencontro com alguns amigos. A mesma coisa acontece com o Twitter, com o Instagram, com o Google, etc.

Wire13
Foto © Dropbox

Veja mais sobre ele em dropbox.com

10 – Ethan Imboden

Ele é um designer de produtos que decidiu reinventar os objetos sexuais que existiam por aí. Para isso, criou a marca Jimmy Jane, uma linha de produtos sexuais que saem do lugar comum em que todos eles estavam. Antigamente, um vibrador parecia uma prótese médica que ficava escondida no fundo de uma gaveta, não só pelo que o objeto representava, como também porque todos eram horríveis.

Hoje os produtos que ele inventou são um sucesso, isso devido ao posicionamento dado a eles. Hoje eles poderiam ficar tranquilamente na bancada do banheiro, ou na bolsa, já que são também objetos de design. Porém, a sua inovação não parou por aí – a divulgação não foi feita em revistas pornô, foi feita em revistas de design, de moda, de estilo. Etham acredita que, para um produto ter sucesso, o designer não pode só desenhar o produto, tem que desenhar o impacto dele.

Wire14

Wire15
Fotos © Jimmy Jane

Veja mais em: Jimmy Jane

*Por: Leo Macias, Diretor de Criação da agência DM9DDB – São Paulo.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Outback vai dar chopp de graça na Black Friday