Criatividade

Como ter um seguro de acidentes de trânsito pode se tornar um ato de cidadania

Redação Hypeness - 03/10/2014 às 04:38 | Atualizada em 03/10/2014 às 06:31

Por mais que a tecnologia evolua, as rodovias cresçam e se tornem mais modernas e os carros mais seguros, os acidentes de trânsito, infelizmente, não vão deixar de acontecer. Mas se podemos todos ser mais conscientes para diminuí-los, por que não pensar também em melhorar o pós-acidente? Por que não tentar tornar a experiência de um acidentado um pouco menos sofrida?

Foi nisso que o Seguro DPVAT quis focar – nas pessoas. O seguro não cobre qualquer dano material, mas dá um apoio para ajudar as pessoas envolvidas no acidente. Assim sendo, não é apenas o proprietário de um carro acidentado que tem direito ao seguro. Ao pagar o Seguro DPVAT, está protegendo todas as pessoas que fazem parte do trânsito, desde o motorista do ônibus a seus passageiros, pedestres, motociclistas ou caminhoneiros.

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=-MMkTiAkyqQ”]

O outro diferencial do Seguro DPVAT, que o Brasil bem precisa em várias áreas, é a redução da burocracia. Qualquer cidadão brasileiro – porque esta é uma questão de cidadania mesmo – pode solicitar o Seguro em agências próprias dos Correios, de forma simples, rápida e autônoma. O mesmo acontece com o pedido de indenização, que pode ser feito em todo o Brasil, gratuitamente, numa deslocação tão simples quanto a de uma ida a uma agência dos Correios.

DPVAT1

DPVAT2

DPVAT3

Para mais informações, clique aqui.

artigo-patrocinado

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness