Inspiração

O primeiro casamento de uma menina de 12 anos na Noruega é um alerta para o mundo inteiro

por: Redação Hypeness

Ela tem 12 anos e vai se casar. Os convidados não são bonecas e o bolo não é de plástico. O mais importante: o noivo não é um príncipe de conto de fadas ou o galã da novela, mas um homem. Um homem de 37 anos. Thea, nascida e criada na Noruega, vai subir no altar no dia 11 de outubro, Dia Internacional da Menina, deixando para trás toda uma infância e adolescência que ainda estavam por acontecer e sonhos que jamais virão.

A história deixou a mídia e a população norueguesa em polvorosa. Que direito tem um homem de se casar com uma menina? A experiência do casamento, da escolha do vestido e bolos para a festa à lingerie da noite de núpcias estava sendo tratada em seu blog, que chegou a ser um dos sites mais acessados do país! A situação toda, no fim das contas, é uma ação da ONG Girls Not Brides (“Meninas, não noivas”, em português) para conscientizar a sociedade sobre todos os casamentos feitos com crianças menores de idade em todo o mundo.

A cada dois segundos, uma menina menor de 18 anos é casada com pouco ou nenhum poder de decisão sobre isso. O casamento infantil impede o crescimento dessas meninas e mantém suas comunidades pobres“, explica a ONG. Estima-se que 39 mil meninas precisem se submeter ao casamento com homens mais velhos todos os dias. Mais do que religião, a prática diz respeito a tradições que precisam mudar, como forma de garantir a essas crianças saúde, proteção e educação.

Na Noruega, o alerta é dado assim:

thea3

thea4

thea5

thea6

thea2

thea1

Todas as fotos © Girls not Brides

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Jaden Smith cria food truck e distribui comida vegana para pessoas em situação de rua