Inovação

Olho biônico permite que homem enxergue pela primeira vez em 33 anos

por: Redação Hypeness

Patrocinado por:

Publicidade Anuncie

Sentados na sala, o norte-americano Larry Hester, 66 anos, conseguiu pela primeira vez em três décadas reconhecer a pele de sua esposa e ergueu sua mão, tocando-a no rosto. Cego devido a uma doença herditária chamada Retinite pigmentosa, que degenera a retina, o momento foi possível graças a uma espécie de olho biônico desenvolvido pelo Dr. Paul Hahn, no Duke Eye Center, localizado na Carolina do Norte, EUA.

Larry Hester é uma das sete pessoas nos Estados Unidos a testar a tecnologia, conhecida como Argus II Retinal Prothesis Device, que conta com um sensor no olho e uma câmera embutida em óculos especiais para simular sinais luminosos de diferentes intensidades. A visão gerada pelo aparelho não é a padrão, mas permite que os pacientes identifiquem formas e cores ao emitir flashes de luz.

Por se tratar de uma nova linguagem visual, Larry Lester vai precisar aprender o que a luz simulada quer dizer. Segundo ele, a luz fica mais intensa quando a câmera captura a claridade ou objetos de cores claras. Por enquanto, Lester já conseguiu enxergar cenas como um pato em um lago ou a lua, e foi capaz de distinguir uma porta de uma janela – avanços pequenos, mas incrivelmente significativos para quem, há 33 anos, não enxergava nada além da escuridão.

olho-bionico8

olho-bionico9

olho-bionico10

olho-bionico11

olho-bionico12

olho-bionico13

olho-bionico1

olho-bionico2

olho-bionico3

olho-bionico5

olho-bionico6

Todas as fotos: Reprodução YouTube

*Esse post é um oferecimento de “LG WebOS“.

Publicidade Anuncie


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Este app de realidade virtual permite que você veja um gato por dentro