Empreendedorismo

Teste revela quais marcas de protetor solar vendidas no Brasil não cumprem o prometido

por: Redação Hypeness

Depois de termos mostrado aqui a análise feita à qualidade de diferentes marcas de azeite de oliva extravirgem, chegou a hora de relembrar um estudo feito pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), em 2013, em que foram testadas marcas de protetor solar vendidas no Brasil. Todas as marcas de protetor solar em spray foram reprovadas no teste por possuírem um fator de proteção solar menor do que o informado no rótulo.

Entre os produtos testados, o que chegou mais próximo ao FPS 30, conforme prometido no rótulo, foi o protetor da marca Cenoura & Bronze, com um FPS de 22,8. O que obteve o pior desempenho neste quesito foi o produto Ultra Defense Protetor Contínuo, da marca Banana Boat, que apresentou um índice de proteção de apenas 13,1.  Para completar, o protetor da marca Solar Australian Gold, além de apresentar um FPS de apenas 15,9, ainda trazia informações incorretas sobre a data de validade do produto. Também foram testados os protetores em spray das marcas Coppertone, Sundown, L’Oréal, O Boticário, Natura, Nivea Sun e Red Apple, todas reprovadas neste quesito.

A Proteste analisou também o índice de proteção UVA, bem como a resistência do produto à água e à radiação. Apesar dos resultados desanimadores, as marcas avaliadas contestam a avaliação, afirmando que seus produtos estão de acordo com as normas da Anvisa, que emitiu um comunicado sobre o tema..

protetor-solar

Imagem: Editoria de Arte/Folhapress;

Imagem destaque: Shutterstock

Confira aqui o resultado completo do teste. UPDATE:

A Johnson & Johnson Consumo Brasil, detentora da marca SUNDOWN®, esclarece que o teste realizado pela Pro Teste – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor – foi produzido em 2013 e a reportagem do site Hypeness é referente ao mesmo período. A companhia reforça que não reconhece a metodologia empregada no teste, o que impede uma análise concreta e fidedigna dos resultados.

A empresa também reforça que  todos os produtos da linha SUNDOWN® são testados e aprovados pela ANVISA e também validados por metodologias utilizadas por órgãos internacionais, como o FDA (Food and Drug Administration, dos Estados Unidos) e a CCE (Comunidade Comum Europeia). Importante ainda ressaltar que a Johnson & Johnson realiza testes in vivo em seus protetores solares, que são exigidos pela legislação brasileira e garantem maior assertividade científica e proximidade da experiência da vida real, para fator de proteção, resistência à água, irritabilidade e hidratação, quando comparados a resultados de testes in vitro.

O fator de Proteção Solar (FPS) informado nos rótulos dos nossos produtos, eles são comprovados por testes e estudos realizados pela Johnson & Johnson e por órgãos externos, atendendo e excedendo as exigências legais e garantindo que SUNDOWN® oferece o Fator de Proteção Solar (FPS) balanceado (1/3) contra os raios UVA/UVB determinado na embalagem do produto.  A atual fórmula do SUNDOWN® é diferente daquela que foi analisada pela Pro Teste em 2013 e, portanto o teste feito na época não reflete o produto disponível atualmente no mercado.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Criaram o pastel doce mais brasileiro de todos: Paçoquita com doce de leite