Arte

Banksy ataca no conflito da faixa de Gaza usando tinta e muita crítica

Redação Hypeness - 27/02/2015

Simples, ácidas e certeiras: essas são as críticas que o famoso e misterioso Banksy faz pelas paredes do mundo. Provavelmente um dos artistas de rua mais conhecidos hoje, o último alvo de seu spray foi a Faixa de Gaza, palco de um conflito polêmico e cruel que já acabou com milhares de vidas.

Esta semana, Banksy revelou em seu site o que parece ser um vídeo turístico. Bastam poucos segundos, contudo, para perceber que a região, disputada por Israel e pelos palestinos, não possui muitos atrativos para turistas – mais que isso, trata-se de uma “prisão a céu aberto”, como ele mesmo afirma. Esgueirando-se por entre túneis ilegais, ele adentra o território sitiado e dá a sua opinião sobre o conflito usando arte. No vídeo, Gaza é mostrada nua e crua e alguns moradores dão minidepoimentos sobre as pinturas do artista.

Um morador veio e me disse ‘Por favor – o que isso significa?’ [o stencil do gato] Eu expliquei que queria enfatizar a destruição em Gaza postando fotos em meu site – mas na internet, as pessoas só olham fotos de gatinho“, afirmou.

Vale a pena ver o vídeo e as fotos abaixo e, acima de tudo, refletir:

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=3e2dShY8jIo”]

banksy

banksy2

banksy3

banksy4

banksy5

banksy6

banksy66

“Se nós lavamos nossas mãos para o conflito entre os poderosos e os que não têm poder, nós ficamos do lado dos poderosos – nós não ficamos neutros”

Todas as imagens © Banksy

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Aziza: uma editora que só publica autores negros criada por quem entende do mercado