Sustentabilidade

Conheça o primeiro edifício do mundo cuja energia é gerada por algas

Redação Hypeness - 16/02/2015

Na busca por energia limpa e sistemas sustentáveis, a biomassa tem ganhado destaque e não é só Brasil. Em Hamburgo, na Alemanha, um edifício foi revestido com placas especiais, contendo algas capazes de produzir energia. O projeto, que ficou conhecido como BIQ house, foi o primeiro do tipo em todo o mundo.

Ao todo, 129 painéis de vidro contendo essas pequenas algas foram instalados na fachada do edifício. Como uma espécie de veneziana, as placas ficam na parte externa e podem ser redirecionadas, dependendo da direção da luz do sol. As algas são alimentadas por nutrientes líquidos e dióxido de carbono, a partir de um sistema automatizado. Ao entrarem em contato com a luz do sol, as algas se multiplicam e, ao atingirem determinado estágio, são recolhidas, fermentadas e convertidas em biogás que, por sua vez, é utilizado para fornecer energia para o próprio edifício.

“O coração deste sistema é um centro de gestão de energia totalmente automatizado onde se colhem as algas e o calor solar em um ciclo fechado que armazena essa energia do calor e a utiliza para gerar água quente“, explicou a Arup, empresa responsável pelo projeto e conhecida por outras obras memoráveis, como o Centre Pompidou, em Paris, e a Sydney Opera House, na Austrália.

Além da energia limpa, os painéis de algas garantem sombra no verão e auxiliam na manutenção da temperatura dos ambientes e a abafar ruídos da rua. As algas utilizadas são capazes de produzir um volume de biomassa cinco vezes maior do que qualquer outra planta. A BIQ house fez parte da Exposição Internacional da Construção (IA), que aconteceu em 2013.

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=-UuIkIVbwWo”]

arup1

arup2

arup3

arup4

arup5

arup6

Fotos © Arup

arup7

arup8

arup9

Fotos © GmbH

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.