Inspiração

Vídeo mostra a reação das pessoas frente ao racismo

por: Redação Hypeness

O Harlem é um bairro de Nova York (EUA) que concentra a comunidade afro-americana desde os anos 30. Por lá, ser branco chama a atenção, mas será que é capaz de provocar atos de ódio? É o que testou o popular quadro What Would You Do (“O que Você Faria”, em português), produzido pelo canal ABC.

Em uma barbearia da região, três atores foram contratados para criar uma situação polêmica e a reação das demais pessoas foi gravada em vídeo. Uma das atrizes, Rachel, se passou por uma cabeleireira negra que deu em cima de Gabriel, um ator, também negro, que aguardava atendimento. Minutos depois, a namorada do rapaz, branca e também atriz, chegou e Rachel começou a deferir comentários maldosos para seu suposto cliente: “O quê? Você está com uma garota branca? Você não conseguiu achar uma mulher negra e forte para você?

As reações foram bastante negativas frente ao comentário e em três das quatro filmagens, as pessoas tomaram partido e reprovaram a ação de Rachel. “As mesmas críticas que fizeram com a nossa gente, você vai lá e vai fazer com outra pessoa? O que te dá esse direito?“, questionou a primeira mulher, que aguardava nas cadeiras de espera do salão, enquanto apontava o dedo para Rachel. Quando as câmeras foram mostradas e ela foi questionada sobre o que a levou a comprar a briga, ela afirma: “você precisa aprender a falar mais alto, especialmente quando há algo errado.”

racismo-harlem10

Na segunda filmagem, Rachel teceu os mesmos comentários e, ao perceber que ninguém reagiu, chegou a provocar, com falas como “olha, eu só estou dizendo o que toda mulher aqui está pensando. Elas não estariam com um cara branco, estariam?” Mesmo forçando a barra, ninguém se manifestou. Assim que a pegadinha foi revelada, o apresentador questiona o porquê de todos terem concordado com a atriz. “Me incomodou bastante, mas eu não estava na posição de dizer algo“, afirmou uma senhora.

Mas se o silêncio dessas pessoas incomodou, a indignação expressa nas duas últimas filmagens são para aplaudir de pé. Na terceira, um homem tomou as dores da moça e arranjou uma briga feia, argumentando que se o problema é uma garota branca não pertencer ao Harlem, a cabeleireira também deveria parar de frequentar o centro, pois os negros, de forma geral, “não pertecem lá”. “Drogas estão arruinando a família negra, pobreza está arruinando a família negra, não uma garota branca“, finalizou ele.

racismo-harlem11

Mas a reação mais incrível de todas é a última, em que uma senhora negra e assumidamente homossexual leva Rachel às lágrimas, mostrando em um discurso coerente e amoroso que o ódio não leva a lugar algum. “Onde está o seu coração amoroso? Se ela estivesse deitada sangrando na rua, você a ajudaria? […] É nossa responsabilidade garantir que eles se sintam bem. Nós não precisamos pisar neles. Eles já pisaram em nós por muito tempo. Vamos tentar levantar juntos“, diz ela, que faz com que Rachael peça desculpas e dê um aperto de mão na garota branca.

O vídeo está em inglês, mas você pode ativar as legendas em português no YouTube:

racismo-harlem14

racismo-harlem13

racismo-harlem12

racismo-harlem11

racismo-harlem5

racismo-harlem6

racismo-harlem7

racismo-harlem8

racismo-harlem9

racismo-harlem4

racismo-harlem3

racismo-harlem2

racismo-harlem1

racismo-harlem15

Todas as fotos: Reprodução/YouTube[field “POST-CUSTOM-VALUE”]

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Cão espera 4 anos no mesmo lugar e consegue finalmente reencontrar tutores – mas o final da história é surpreendente