Viagem

Fotógrafo viaja o mundo sem dinheiro trocando seus cliques por serviços

por: Redação Hypeness

Quando nos tornamos nômades digitais, o desejo de viajar só aumenta, mas é preciso também inventar novas maneiras de fazer essas viagens acontecer. O  fotógrafo australiano e aventureiro Shantanu Starick pensou em uma forma incrível de aproveitar seu talento para explorar o mundo: viajar sem dinheiro e transformar a arte da fotografia em moeda de troca ao redor do mundo.Quando nos tornamos Nômades Digitais, o desejo de viajar só aumenta, mas é preciso também inventar novas maneiras de faze-las acontecerem. É o caso do  fotógrafo australiano e aventureiro Shantanu Starick, que viaja sem dinheiro e transformou seu talento em moeda de troca ao redor do mundo.

A iniciativa se transformou no projeto Pixel Trade, que o levou de Melbourne, na Austrália, até Berlim, onde se encontra atualmente. A ideia é ir longe e percorrer os sete continentes apenas com a troca de seus serviços fotográficos por itens básicos como um abrigo, comida e transporte.

Há 15 meses na estrada, ele diz ter alguns motivos para isso. Um deles é correr riscos, coisa que o fez perder um relacionamento quando ele optou por dinheiro e conforto. Assim, Starick abre mão do status e mordomias que teria com sua profissão, criando novos e eternos valores para sua vida.

Ele afirma que desta forma as viagens chegam a ser mais produtivas do que se planejasse e juntasse dinheiro para poder faze-las, trazendo ainda a liberdade de não pensar em custos ou cotações na hora de se aventurar por aí. Neste período de pouco mais de um ano, o fotógrafo já pegou mais de 42 vôos e conheceu mais de 30 cidades.

Embora tenha um roteiro “desregrado”, ele faz uso de algumas ferramentas para ajuda-lo na organização de suas viagens e trocas, utilizando o site Wunderlist para anunciar sua atual e futura instalação, a fim de conseguir mais serviços e trocas.

A iniciativa se transformou no projeto Pixel Trade, que o levou de Melbourne, na Austrália, até Berlim, onde se encontra atualmente. A ideia é ir longe e percorrer os sete continentes apenas com a troca de seus serviços fotográficos por itens básicos como abrigo, comida e transporte.

Há 15 meses na estrada, ele diz ter alguns motivos para isso. Um deles é correr riscos, coisa que o fez perder um relacionamento quando o parceiro optou por dinheiro e conforto. Assim, Starick abre mão do status e mordomias que teria com sua profissão, criando novos e eternos valores para sua vida.

Ele afirma que desta forma as viagens chegam a ser mais produtivas do que se planejasse e juntasse dinheiro para poder fazê-las, trazendo ainda a liberdade de não pensar em custos ou cotações na hora de se aventurar por aí. Neste período de cerca de um ano, o fotógrafo já pegou 42 vôos e conheceu mais de 30 cidades. Para 2015, os planos são tão diferentes e distantes como o Brasil, a Irlanda, a Alemanha, a Itália ou Nova York, entre muitos outros.

Embora tenha um roteiro “desregrado”, o fotógrafo faz uso de algumas ferramentas para  ajudar na organização de suas viagens e trocas, utilizando o site Wunderlist para anunciar sua atual e futura instalação, a fim de planejar e divulgar melhor seu trabalho e aventura por aí.

Veja alguns registros da incrível viagem de Shantanu:

pixeltrade11

pixeltrade10

pixeltrade9

pixeltrade8

pixeltrade7

pixeltrade5

pixeltrade4

pixeltrade3

pixeltrade2

pixeltrade

Todas as fotos © Shantanu Starick

Em uma palestra, que você pode ver no vídeo abaixo, o fotógrafo fala sobre sua jornada de dois anos sem precisar usar dinheiro. Dá uma olhada:

Shantanu Starick: How I Went Two Years Without Spending Any Money from  on Vimeo

Fotos do topo e home: photowings

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Os impressionantes cemitérios verticais de Hong Kong