Estilo

Ação em Hong Kong usa DNA de pessoas que jogam lixo nas ruas para exibir seus rostos em outdoors

Bruna Rasmussen - 30/04/2015 às 05:10 | Atualizada em 30/04/2015 às 08:22

Uma campanha lançada em Hong Kong, na China, quer colocar um rosto ao problema do lixo – literalmente. Um grupo de cientistas recolheu objetos descartados pelas ruas da cidade – de copos de café e garrafas a bitucas de cigarro – e reconstruiu digitalmente o rosto dos “porcalhões” usando os traços do DNA deixado.

Chamada de “The Face of Litter” (“O Rosto do Lixo”, em português), a campanha foi criada pelo Ecozine em parceria com o Hong Kong Cleanup, uma iniciativa que busca conscientizar os chineses para o problema do lixo descartado indevidamente. As representações digitais foram criadas com base em um processo de fenotipagem via DNA, no qual os traços físicos da pessoa podem ser reconstituídos – as implicações legais da exposição dessas pessoas não foram mencionadas.

A campanha teve como objetivo celebrar o Earth Day, que aconteceu no último dia 22, além de lançar um sentimento de vergonha àqueles que costumam jogar lixo no chão. O que você acha da campanha: foi longe demais ou pode funcionar?

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=HwL5HkEAo8k”]

campanha-lixo

campanha-lixo2

campanha-lixo3

Todas as fotos © Ecozine

Publicidade


Bruna Rasmussen
Bruna escreve para a internet desde 2008 e tem paixão por consumir informação e descobrir coisas. Adora gatos, inovação e é curitibana – fala “duas vinas”, mas dá “bom dia” no elevador.

Canais Especiais Hypeness