Inspiração

Campanha chilena explica como mulheres podem abortar sem serem consideradas criminosas

12 • 05 • 2015 às 06:31 Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Encontre uma escada. Suba até o último degrau. Certifique-se de que não há câmeras. Esteja sozinha. Cubra o rosto com as mãos para que não haja cicatrizes. Deixe-se cair. Segundo uma polêmica série de vídeos divulgada pela ONG MILES Chile, esta é uma das formas de uma mulher abortar sem ser considerada criminosa, no Chile, país cujo único tipo de aborto que não é considerado criminoso é o acidental.

Feita para chocar, causar polêmica e despertar o debate, a campanha dá dicas absurdas como ser atropelada ou tropeçar na rua e cair com a barriga em um hidrant, afirmando ser estes os únicos métodos abortivos não criminosos no Chile. Enquanto que em diversos países o aborto já é um direito da mulher, o Chile ainda está por aprovar a lei que torna legal o aborto em caso de estupro ou quando a mãe corre risco de morte – casos que a legislação brasileira, por exemplo, já aceita.

Os vídeos, que já foram vistos milhares de vezes no YouTube, causaram divergência de opiniões entre usuários. De acordo com a ONG, eles obviamente não são sugestões reais, mas usam o absurdo para enfatizar a urgência do debate sobre aborto pelo viés da saúde pública e a necessidade de que a lei seja revista. Assista e tire suas conclusões.

Tutorial de Aborto – Escadas

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=9AVozmOcBzo”]

Tutorial de Aborto – Semáforo

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=Lw8SFhOvEYU”]

Tutorial de Aborto – Sapatos

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=FqC9mHVwnV4″]

aborto-campanha3

aborto-campanha4

aborto-campanha5

aborto-campanha6

aborto-campanha7

aborto-campanha8

aborto-campanha9

aborto-campanha10

Todas as imagens © YouTube/Reprodução

Você é contra o aborto? Sugerimos a leitura desta matéria especial do Hypeness que prova que ser contra não significa absolutamente nada.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness