Estilo

Campanha prova que os julgamentos que você faz das pessoas provavelmente estão errados

Redação Hypeness - 26/05/2015 | Atualizada em - 22/10/2015

Muitas vezes, julgamos uma pessoa pela aparência física ou por sua roupa Se uma mulher é bonita e loira, é sinônimo de superficialidade e falta de inteligência, se um homem é forte e tatuado, temos a impressão que seja bravo e violento. A Coca-Cola, no quesito propaganda, nunca deixa a desejar e, mais uma vez, nos comove com a campanha Let’s Take An Extra Second, cujo objetivo é nos fazer pensar sobre os estereótipos que construímos e, como nome indica, esperar um pouco mais antes de tirar conclusões.

O slogan da campanha diz “Leva um segundo para construirmos um preconceito. Vamos tirar um segundo para quebrá-lo. Sem preconceitos, faremos um mundo mais feliz”.

A campanha inclui diferentes vídeos, sendo que, em um deles, uma senhora de 81 anos é logo vista como solitária, dependente, frágil ou até mesmo fraca. Para quebrar as barreiras, ela corajosamente salta de paraquedas, olha só:

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=_lPnUX9-ziY”]

Let´s take an extra second – Grandma- Montserrat Mencho from Coca-Cola  on YouTube

coca-9

coca 9

coca-jump

Em outro vídeo, foi feita uma experiência com pessoas em salas fechadas, onde eram mostradas fotos de desconhecidos e onde cada um deveria falar qual era a profissão da pessoa da tela e o que ela aparentava ser. Quase sempre os participantes erravam- um tutor de crianças foi julgado como integrante de uma banda de rock e agressivo. Um homem negro, graduado em Tecnologia da Informação, foi classificado como artista, dançarino, gangster e ladrão de carros. Uma senhora foi descrita como uma pessoa frágil e não ativa, quando na verdade, trabalha como DJ e frequenta festivais eletrônicos.

Vale a pena ver e refletir:

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=gASeWAwQ96A”]

Let´s take an extra second- Experiment from Coca-Cola on YouTube

coca-14

coca-12

coca-13

Em um terceiro, a campanha mostra adolescentes que sofrem bullying na escola. Uns são chamados de afeminados, nerds, perdedores, fracos, loucos e desajeitados. Em seguida, aparecem fazendo boas ações, sendo parceiros, ajudando ao próximo, dançando e jogando futebol, como qualquer outra pessoa:

 [youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=YSkbtsTxULs”]

Let´s take an extra second- Experiment from Coca-Cola on YouTube

coca 02

coca 3

coca 4

No último vídeo, uma modelo loira (Kyleigh Kuhn), muitas vezesrotulada como fashionista, superficial e sem conteúdo, mostra ser muito mais que um rosto bonito: ela é criadora de uma fundação, a Roots of Peace, para ajudar a transformar minas terrestres em locais para plantio de alimentos:

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=Lk5od6D6ais”]

Let´s take an extra second- Experiment from Coca-Cola on YouTube

coca-superficial

coca-23

coca-modelo

“Sem preconceito, faremos um mundo mais feliz”

coca frase

Todas as imagens: Reprodução/Divulgação

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.