Seleção Hypeness

Seleção Hypeness: 10 cidades que se destacam em iniciativas de sustentabilidade

por: Brunella Nunes

Publicidade Anuncie

Poluição demais, desmatamento, aquecimento global, falta de água… Estes são apenas alguns dos problemas que há anos vêm sendo comunicados e agora nós tentamos correr contra o tempo para evitar maiores prejuízos. Algumas cidades ao redor do mundo têm ganhado destaque por conta de atitudes e mudanças em prol de um resultado mais sustentável no meio urbano e este é precisamente o tema da Seleção Hypeness de hoje.

Anualmente, o C40 (“Cities Climate Leadership Group”) analisa e premia municípios que demonstram “excelência em sustentabilidade urbana e liderança na luta contra mudanças climáticas“. Na lista, algumas surpresas agradáveis surgem, como o Rio de Janeiro (alô, Brasil!) e o México, que já foi considerado um dos países com ar mais poluído do mundo.

Nada acontece através de mágica e sim de muita boa vontade em solucionar problemas com recursos inovadores e através de políticas públicas. Não é impossível, é inspirador. Quem sabe outras cidades brasileiras não entram neste ranking através dos exemplos vizinhos.

Olha só:

1. Bogotá: transporte urbano

A cidade foi premiada pelas frotas de táxi e ônibus ultra-eficientes. O sistema de ônibus transporta cerca de 70% da população de 7,1 milhões de pessoas. Ainda estão nos planos a substituição de veículos a diesel por híbridos e elétricos, incluindo os táxis, além de adicionar uma nova linha de metrô.

Bogota Foto via

2. Copenhagen: medição e planejamento de carbono

Através do ambicioso Plano 2025, que visa extinguir o uso de carbono para amenizar as emissões na camada de ozônio até o ano 2025, Copenhagen ganhou ainda mais destaque em suas políticas públicas. Caso dê certo, esta será a primeira capital neutra em carbono, reduzindo as emissões em 400 mil toneladas. Totalmente excelente!

Copenhagen Foto via

3. Rio de Janeiro: comunidades sustentáveis

Quem diria que a cidade maravilhosa, marcada por tanta violência, seria premiada internacionalmente pelas boas atitudes? Existe amor no Rio sim, e ele pode ser encontrado dentro do programa de revitalização urbana Morar Carioca, que tem o objetivo de “formalizar” e reurbanizar, através de paisagismo, infraestrutura e ferramentas educacionais, todas as favelas do Rio até 2020. Se for bem sucedido, e torcemos para que seja, ao menos 20% da população que vive nas comunidades terá maior acesso a saúde e ao bem-estar.

RiodeJaneiro Foto via

4. Melbourne: energia eficiente em ambiente construído

A cidade australiana se destacou pelo programa de construções sustentáveis 1200 Buildings,  ​​que incentiva e fornece retrofits de energia e água em edifícios através de gerentes e proprietários de financiamento. A ideia é aumentar a eficiência energética em até 38% e eliminar a emissão de 383 mil toneladas de CO2 por ano. Recentemente, a cidade também lançou o programa on line nacional Blocos Inteligentes, que ajuda os proprietários de apartamentos a economizar dinheiro, a fazer melhorias nas áreas comuns dos edifícios, especialmente em termos de energia elétrica, visando a economia de até 30%.

Melbourne Foto via

5. Munique: energia verde

A capital da Bavária, na Alemanha, foi premiada pela iniciativa de abastecer a cidade usando apenas fontes renováveis, com planos de ser consolidar ​​até 2025. Até o momento, a cidade está com 37% do processo feito, mas neste ano o número tende a subir para 80% por conta dos projetos eólicos que visam espalhar somente energia limpa. A missão é produzir cerca de 7, 5 bilhões de KW de energia verde para atender toda a metrópole e até mesmo o esterco dos elefantes do zoológico local estão sendo analisadas para virarem  biocombustível.

Munique Foto via

6. México: qualidade do ar

A Cidade do México se parece bastante com São Paulo, por exemplo, e enfrenta problemas parecidos com s nossos há anos, sendo apontada como um dos lugares com a pior qualidade do ar do mundo. O jogo virou e agora eles levam prêmios pelo Proaire, um programa que reduziu drasticamente emissões de CO2 e poluição do ar ao longo dos últimos 20 anos, em especial com a redução de emissões vindas através de automóveis.

Mexico Foto via

7. São Francisco: gestão de resíduos

Um brasileiro produz cerca de um quilo de lixo por dia. Uma pessoa. Agora imagine o quanto de resíduo não circula mundo a fora e prejudica o meio ambiente. A cidade de São Francisco, EUA, investiu, durante 11 anos, num programa que visava reduzir a zero o desperdício do lixo. Atualmente, 80% de todo o lixo é desviado dos aterros, sendo que a expectativa é de que 100% dos resíduos sejam reaproveitados até 2020.

sao francisco Foto via

8. Nova York: adaptação e resiliência

Após os estragos causados pelo furacão Sandy, Nova York definitivamente merece o prêmio de adaptação e resiliência. O plano de ação pós-tragédia teve 250 iniciativas ambiciosas de infraestrutura nas áreas de telecomunicações, transportes, segurança e parques. O relatório com cada uma das ações pode ser acessado aqui.

nova york Foto via

9. Singapura: cidade inteligente em infraestrutura

Cada vez mais famosa, Singapura se destaca por seu sistema de transporte inteligente, que conta com uma série de ferramentas eficazes como dados de tráfego em tempo real, táxis equipados com GPS e pedágio eletrônico. A junção de todos os fatores e recursos tecnológicos aplicados na administração urbana resulta numa cidade com taxas de congestionamento baixíssimas quando comparadas com grande parte das demais cidades.

singapura Foto via

10. Tóquio: finanças e desenvolvimento econômico

Os japoneses, de uma maneira geral, sabem lidar bem com o dinheiro e não é à toa que Tóquio ganhou na categoria Finanças e Desenvolvimento Econômico. O prêmio foi dado por conta do primeiro programa “cap and trade” do mundo, que seria um instrumento econômico onde quem emite carbono acima de uma cota pré-estabelecida é obrigado a comprar permissões de quem emite menos e abaixo do teto. Atualmente, são 1.100 instalações participantes que chegaram a reduzir as emissões em 13%, evitando que 7 milhões de toneladas de CO2 fossem liberadas.

toquio Foto via

Viu como existem ótimas soluções para as cidades? E o melhor de tudo é que uma pode aprender com o sucesso alheio. Vários outros lugares estão tomando atitudes dignas de premiação, como Londres, que tem reduzido o número de veículos na região central e, assim, diminuiu as emissões de CO2, e outras cidades como Paris e Madri, que visam eliminar os carros de vez de suas ruas mais movimentadas.

faixa-selecao-hypeness

Publicidade Anuncie


Brunella Nunes
Jornalista por completo e absoluto amor a causa, Brunella vive em São Paulo, essa cidade louca que é palco de boa parte de suas histórias. Tem paixão e formação em artes, além de se interessar por ciência, tecnologia, sustentabilidade e outras cositas más. Escreve sobre inovação, cultura, viagem, comportamento e o que mais der na telha.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Nova fase: LEGO cria turbina eólica feita de peças sustentáveis