Inspiração

Saiba como ratos estão sendo treinados para identificar minas terrestres e salvar milhares de vidas

Redação Hypeness - 01/06/2015

No solo de mais de 70 países, estima-se que existam mais de 110 milhões de minas terrestres ativas. Como resultado disso, 70 pessoas são mortas ou ficam gravemente feridas todos os dias, segundo o Care.org. Com a ajuda de um detector de minas, uma pessoa leva cerca de 25 horas para mapear uma área de 200 metros quadrados. Mas e se houvesse uma forma de fazer isso em menos tempo?

Desde 1992, a ONG belga APOPO treina ratos para fazerem o papel de vasculhadores de minas terrestres, farejando o explosivo. O trabalho que um humano leva mais de um dia para fazer, os ratos completam em cerca de 20 minutos. Em coleiras, com protetor solar nas orelhas e horários de descanso, os ratinhos têm salvado milhares de vidas, especialmente no continente africano.

Até hoje, nenhum deles morreu em serviço. Afinal, para que a mina seja acionada, é preciso colocar sobre ela um peso de 5 kg, sendo que a maioria dos roedores não passa de 1,5 kg. E quando eles começam a ficar velhinhos, são logo soltos para poderem curtir a “aposentadoria” com o restante de seus companheiros.

Veja como tudo funciona:

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=_eAGtAYW6mA”]

ratos-minas-terrestres

ratos-minas-terrestres2

ratos-minas-terrestres3

ratos-minas-terrestres4

ratos-minas-terrestres5

ratos-minas-terrestres6

APOPO Mozambique

ratos-minas-terrestres8

ratos-minas-terrestres9

ratos-minas-terrestres10

ratos-minas-terrestres11

ratos-minas-terrestres12

Todas as fotos © APOPO

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Parada LGBT: fotos mostram como foram as primeiras edições da marcha em NY