Cobertura Hypeness

Descobrimos as surpresas da Tattoo Week 2015 em SP

por: Brunella Nunes

Está cada vez mais difícil, ao longo das gerações, encontrar pessoas que não são tatuadas. As tatuagens enfrentaram preconceitos até caírem no gosto do público e se perpetuarem como arte. Fomos até a maior convenção do gênero na América Latina, a Tattoo Week 2015, para descobrir as surpresas deste mundo tão peculiar que tem ganhado cada vez mais fãs e adeptos.

Entre os dias 24 e 26 de julho, o pavilhão Azul do Expo Center Norte virou um verdadeiro álbum de figurinhas, preenchido por pessoas com os mais diversos tipos de desenhos cobrindo o corpo. A tatuagem é muito mais do que isso, é um movimento de grande importância para quem vive a experiência de simplesmente ser diferente dos demais, nos mais variados graus que a palavra alcance.

A Tattoo Week tem o objetivo de  promover o intercâmbio internacional entre tatuadores e body piercings, popularizar a arte da tatuagem no Brasil, além de facilitar a integração entre o público e os artistas presentes. Entre os 460 stands e 1.200 expositores, vindos do mundo todo, encontramos o tatuador e artista Victor Octaviano, do qual já falamos aqui, que deu um workshop sobre aquarela para quem se interessa por seu estilo de tatuar.

Depois do grande sucesso que fez na web, Octaviano havia fechado sua agenda anual de 2014 em apenas três dias. Agora ele dará novos rumos para a carreira. “Quero desenvolver algo que tenha mais a ver com a minha personalidade. Fiquei saturado de trabalho, o que foi muito bom também, claro. Mas agora acho que desenho é um caminho legal a seguir, então minha ideia é disponibiliza-los para que outros possam tatuar também”, contou ao Hypeness.

TattooWeek2015-48

Ele ainda tem cerca de dois a três meses de trabalho a ser cumprido e depois passa a se dedicar mais aos estudos. A ideia é seguir tatuando, mas com maior qualidade e numa escala menor de dias, em torno de três vezes por semana. Perguntamos se tattoo, para ele, precisa ter um significado: “a história é muito importante e nem sempre gera uma tatuagem muito boa. Às vezes a tattoo nem tem nada muito grandioso por trás, mas vira um desenho incrível. Então é muito relativo”, concluiu.

Quem também causou filas de espera e conversou conosco foi a tatuadora e estrela do programa norte-americano NY Ink, Megan Massacre, que contou quais foram as ideias mais inusitadas ou curiosas que já tatuou em alguém. “Pego muitas ideias malucas, mas não acho nada maluco, na verdade. Muitas pessoas pedem por tatuagem de comida, tipo, asinhas de frango! É um tema que muitas pessoas estranham”, disse. Simpática, educada e sorridente, recebeu o público durante horas e tatuou nos três dias de evento.

TattooWeek2015-3

TattooWeek2015-7

TattooWeek2015-8

TattooWeek2015-9

Outras celebridades excêntricas marcaram presença, como o “Homem Quadriculado”, apelido do norte-americano Matt Gone por conta de sua tattoo que cobre todo o corpo; parte do elenco da série Ink MasterSteve Tefft, Lydia Bruno e Gentle Jay; além da tatuadora Resse Hilburn, do programa Tattoo Nightmares Miami. Apesar dos famosos chamarem bastante a atenção, era difícil não notar a presença do Coveiro Maldito, que faz performances ao estilo Freak Show, com a ajuda de seu visual, é claro.

TattooWeek2015-11

TattooWeek2015-22

TattooWeek2015-23

TattooWeek2015-24

Embora a cena esteja mudando, é engraçado notar que o visual mais agressivo nas tattoos de algumas pessoas chega a causar medo ou receio. Quando há a constatação de que os “tatuados também amam”, existe a surpresa. “A gente olha assim, à primeira vista né, e fica chocada pelo visual. Mas eles são todos uns amores, super educados e gentis. É tudo coisa da nossa cabeça mesmo”, contou a estudante Valéria Bianco, que foi até a feira na esperança de conseguir uma tatuagem por um preço mais amigo.

Os estandes ofereciam tattoos e piercings à investimentos variados, assim como as técnicas aplicadas eram das mais distintas entre si. Desde o lançamento da máquina Electra, que não faz barulho, até Tebori, um estilo bem manual feito com hastes de bambú, madeira ou marfim, marcaram presença na feira. Houve ainda apresentação de novos produtos, como do protótipo do Skinbookespécie de moleskine feito com pele sintétic,a que auxilia o profissional a treinar o desenho antes de aplicar na pele.

Além de realizar competições entre artistas de diversas categorias (new school, realismo, oriental, etc), a organização do evento também elege a Miss Tattoo Week anualmente, que desta vez teve Megan Massacre como uma das juradas. O primeiro lugar ficou com Aline Cândido, seguida de Bel Boreck e Lila Plantier. O título de Miss Simpatia ficou com Stephani Soares Basso.

TattooWeek2015-36

TattooWeek2015-32

TattooWeek2015-34

TattooWeek2015-33

No último dia de feira, houve ainda o lançamento do samba-enredo 2016 da Escola de Samba Rosas de Ouro. Com o tema: “Arte à flor da pele: a minha história vai marcar você”. “Em 2016, a Sociedade Rosas de Ouro mostrará seus pigmentos, suas marcas encravadas na pele de seus componentes, artistas da folia que vislumbram há 44 anos a tatuagem delineada, traçada em seus corações pelo eterno Presidente Eduardo Basílio com a sua emblemática frase: ‘Serás eterna como o tempo e reflorescerás a cada carnaval’”, explicou o carnavalesco André Cezari.

Os organizadores da convenção também usaram o evento para promover uma ação social. As doações de um quilo de alimento não perecível, que dava desconto no valor do ingresso, será encaminhada para a Casa de David – entidade que abriga e oferece cuidados médicos para 438 pessoas com deficiência intelectual, física e com autismo – localizada na capital paulista.

TattooWeek2015

TattooWeek2015-5

TattooWeek2015-4

TattooWeek2015-2

TattooWeek2015-12

TattooWeek2015-10

TattooWeek2015-17

TattooWeek2015-15

TattooWeek2015-21

TattooWeek2015-20

TattooWeek2015-18

TattooWeek2015-30

TattooWeek2015-31

TattooWeek2015-28

TattooWeek2015-27

TattooWeek2015-26

TattooWeek2015-39

TattooWeek2015-40

TattooWeek2015-42

TattooWeek2015-44

TattooWeek2015-43

TattooWeek2015-46

Fotos: © Brunella Nunes

se-2

Publicidade


Brunella Nunes
Jornalista por completo e absoluto amor a causa, Brunella vive em São Paulo, essa cidade louca que é palco de boa parte de suas histórias. Tem paixão e formação em artes, além de se interessar por ciência, tecnologia, sustentabilidade e outras cositas más. Escreve sobre inovação, cultura, viagem, comportamento e o que mais der na telha.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Netflix: listamos os destaques do catálogo de abril para entreter sua quarentena