Inspiração

Jovens brasileiros mostram os comentários mais cruéis que já ouviram por serem homossexuais

por: Redação Hypeness

Palavras podem machucar, principalmente quando vêm carregadas com preconceito e agressão gratuita. Jovens homossexuais perdem a conta de quantos comentários maldosos escutam pelas ruas e da boca de amigos e parentes devido à sua orientação sexual. Em um projeto dos estudantes da Jornalismo Júnior, da USP (Universidade de São Paulo), essas pessoas foram convidadas a escrever em cartazes alguns dos piores comentários que já ouviram.

Desde o famoso “Não tenho nada contra gays, mas…” até perguntas que demonstram a mais pura ignorância, como questionar “Você é o homem ou a mulher da relação?” a um casal de mulheres, essas frases compõem o ensaio “Sexualidade e Ingorância“, assinado por Carolina Tiemi e Natalie Majolo.

Tão brutais quanto os ataques diretos, essas expressões revelam a violência de um discurso preconceituoso, que essa galeria pretende denunciar. Que o amor seja livre e colorido para quem quiser amar”, afirma o texto que acompanha as imagens.

Dá uma olhada:

sexualidade-ignorancia

sexualidade-ignorancia2

sexualidade-ignorancia3

sexualidade-ignorancia4

sexualidade-ignorancia5

sexualidade-ignorancia6

sexualidade-ignorancia7

sexualidade-ignorancia8

sexualidade-ignorancia9

sexualidade-ignorancia10

sexualidade-ignorancia11

sexualidade-ignorancia12

sexualidade-ignorancia13

sexualidade-ignorancia14

sexualidade-ignorancia15

sexualidade-ignorancia16

sexualidade-ignorancia17

sexualidade-ignorancia18

sexualidade-ignorancia19

sexualidade-ignorancia20

sexualidade-ignorancia21

Todas as fotos © Jornalismo Júnior/ECA-USP

A inspiração veio do projeto “Ah, branco, dá um tempo!“, criado por estudantes da UnB – relembre aqui.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Audino Vilão: universitário traz conceitos filosóficos para linguagem da periferia