Inspiração

A modelo sul-africana que superou o preconceito e está mudando a percepção do mundo sobre o albinismo

por: Redação Hypeness

Nascida na África do Sul, Thando Hopa, 25, tem uma pele branca como porcelana, foi ensinada a sempre usar filtro solar e a enfrentar o preconceito. Ela tem albinismo, um transtorno genético que consiste na falta de pigmentação na pele, cabelos e olhos. Mas para muitos africanos, ser albino não é uma simples condição de saúde. Por lá, o preconceito e a desinformação é tanta que caso de assassinato de pessoas albinas não são raros.

Thando já passou por diversas situações de preconceito na escola em que estudava e na comunidade em que vive. Apesar disso, conseguiu concluir seus estudos, é advogada e agora combate os estigmas de sua condição desfilando para um dos estilistas sul africanos mais conhecidos do mundo, Gert-Johan Coetzee.

Eu estava andando em Johannesburgo – e confesso que aquele não era meu melhor dia – quando um homem se aproximou e disse: ‘Oi! Você gostaria de fazer uma sessão de fotos?’ Respondi que não sabia. Ele percebeu que eu estava muito relutante, mas me deu um cartão. Mais tarde, quase jogando o cartão fora, contei à minha irmã, em tom de piada, sobre o convite. Eu disse: ‘Imagine, de jeito nenhum eu faria isso!’ Minha irmã disse que eu tinha uma cabeça muito estreita. ‘Depois de tudo o que você passou, essa é sua oportunidade de mudar a percepção das pessoas sobre albinismo e de mudar a definição de beleza‘”, contou ela em um relato à BBC.

E a irmã de Thando tinha razão. Aos poucos, a moça tem ajudado a mostrar na África do Sul que, longe do preconceito, o albinismo é apenas uma condição de saúde e que a falta de pigmentos não a deixa menos bonita. Dá uma olhada:

thando-hopa

thando-hopa2

thando-hopa3

TO GO WITH AFP STORY BY CLAUDINE RENAUD  South African lawyer and part-time fashion model Thando Hopa, an albino, visits an exhibition of Black culture Drum magazine front pages at Arts on Main on June 13, 2015 in Johannesburg. Thando Hopa grew up in the shade, her porcelain skin hidden under long sleeves and sunscreen until the day this South African said goodbye to her complexes and decided to fight prejudice against albinos by becoming a model. Petite and born with a genetic anomaly that left her skin de-pigmented from head to toe, Hopa entered the fashion world without the usual vital statistics required of a catwalk model. But ghostly, no make-up barring a vivid fuchsia on her lips, her hair sculpted to a magnificent bleached height, she exploded onto the cover of the first Forbes Life Africa back in 2013. AFP PHOTO / GIANLUIGI GUERCIA        (Photo credit should read GIANLUIGI GUERCIA/AFP/Getty Images)

USA with CrossFit Platinum

thando-hopa6

Todas as fotos © AFP

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Aos19 anos, brasileiro se torna mais jovem do mundo a iniciar mestrado em Harvard