Inspiração

Como ela está desafiando as convenções sobre o que é ser transgênero

07 • 08 • 2015 às 09:31
Atualizada em 07 • 08 • 2015 às 11:12
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

A associação de um gênero está muitas vezes ligada a padrões estéticos e nos damos conta disso quando afirmamos, por exemplo, que uma pessoa trans ficou “igual” ao gênero adequado após a transição realizada com tratamentos hormonais e cirúrgicos. Mas, devemos aceitar tal convenção?

Sentir-se masculino ou feminino não é algo determinado apenas pelo que vestimos ou pela estrutura do nosso corpo. Felizmente, temos exemplos de vida que estão disponíveis a discutir e romper com certos paradigmas, como a psicoterapeuta e fotógrafa Alex Drummond, da cidade de Cardiff, no País de Gales. Com 51 anos, adotou o gênero feminino há seis, sem, porém, se submeter a cirurgia de adequação de sexo ou fazer tratamentos hormonais.

Drummond considera-se lésbica e acredita que seu exemplo pode aumentar a amplitude do gênero: “Se uma criança olhar para mim e pensar ‘Uau, quer dizer que as coisas não são tão simples como rosa ou azul, futebol ou balé, deve haver 101 possibilidades entre esses extremos’, acho que terei feito o bem maior”.

Ela narrou sua jornada no livro Grrl Alex, disponível e concedeu uma entrevista ao BuzzFeed, discorrendo sobre seu dia a dia, sua relação com as mulheres, o bullying que sofreu na infância e mais.

Assista abaixo a um vídeo do canal My Genderation em que Drummond discute temas como sua transição e desconstrução de gênero:

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=Lj4V-Nme86U”]

trans8

trans1

trans2

trans3

trans4

trans5

trans6

trans7

Todas as imagens via YouTube

Publicidade

Canais Especiais Hypeness