Arte

15 cidades que todo fã de street art precisa conhecer

por: Redação Hypeness

A arte urbana tem crescido consideravelmente nas cidades ao redor do mundo, enquanto já é um verdadeiro patrimônio cultural em outras. As grandes metrópoles são o principal alvo dos graffitis, stencils e outras manifestações artísticas, mas os municípios menores também têm revelado seus talentos. Selecionamos 15 lugares pelo mapa que comprovam que ela veio para ficar.

Enquanto alguns governos têm apoiado a ideia, de olho no turismo que a arte urbana vem gerando e pressão popular para que ela fique, outros ainda precisam de esforços para abrir os olhos ao novo, como é o caso da Rússia e até da Noruega, que em sua história recente andou proibindo a vertente. Ainda considerado como vandalismo, o graffiti parece sempre nadar contra a maré, assim como foi em seus primórdios, onde quanto mais proibido, melhor era para os artistas, que poleminazavam ainda mais e eram bem provocadores. Nessa eterna luta de refazerem os desenhos sempre que são apagados e compreender o quanto suas artes são efêmeras, eles se glorificam com a consolidação do graffiti ao longo dos últimos anos.

E para a nossa sorte, podem ser vistos o tempo todo em muitos lugares do mundo e da internet. Projetos como o Red Bull Street Art View, que reúne arte urbana através de colaboração pelo Google Street View, e o Street Art Project, criado pelo próprio Google para reunir artistas e seus murais, são ótimas saídas para arquivar os desenhos e viajar sem sair de casa.

Confira a lista abaixo e já inclua as cidades no seu roteiro:

1. São Paulo

Não há dúvidas de que a capital econômica do Brasil não pode mais ser chamada de “cidade cinza”, que carregou este fardo por anos a fio. Como vingança, fez brotar cores e mais cores de enormes murais em todos os seus cantos, revelando ainda grandes talentos mundiais do graffiti, como OsGêmeos, Kobra, Crânio e Speto. Além disso, a cidade é dona do maior museu a céu aberto da América Latina, e o Grajaú promete ser maior ainda.

mural23-11

2. Londres

A terra do misterioso e polêmico Banksy também esbanja muita diversidade em arte urbana. Em Brick Lane e Shoreditch, é possível notar o quanto a arte urbana pulsa na terra da rainha. R. Robots, Snik e Ben Eine são alguns dos outros nomes com desenhos marcantes pelos muros da cidade.

image

3. Nova York

Muita coisa dentro da arte urbana teve Nova York como berço, em especial pelos bairros Brooklyn e Bronx. A forte cultura hip-hop presente nestes bairros, desde meados dos anos 1970, está presente até hoje, de onde surgiram as tags, aquelas letras enormes, coloridas e estilizadas. Os metrôs eram alvos constantes de pichações e tags, que ainda estão lá.

image

4. Tel Aviv

A cidade israelense tem se tornado referência em graffiti, assim como Teerã, no Irã. Engajados politicamente, os jovens locais têm muito a dizer e resolveram, enfim, se expressar através da arte. Know Hope é um dos artistas que tem ganhado fama mundial, assim como Jack TML, Sened, Broken Fingaz, Froma e Zero Cents.

image

5. Melbourne

Além de se gabar por ser a melhor cidade do mundo em qualidade de vida, Melbourne é uma das cidades australianas que mais propaga a arte urbana, influenciada pelos nova-iorquinos. Há diversos pontos para ver os murais vibrantes de artistas locais, como Centre Place, entre a Collins Street e a Flinders Lane.

image

6. Katowice

Na Polônia, existe um festival totalmente dedicado a arte urbana, o Katowice Street Art Festival. É em Katowice que encontramos um grafite emblemático desenhado pelo artista Escif: um interruptor gigante exposto na lateral de um prédio. Esse certamente é um destino indispensável na agenda de quem gosta da arte.

image

7. Bruxelas

Atraindo turistas para a Bélgica, Bruxelas se orgulha de seus enormes murais, especialmente ilustrando os personagens de HQ’s, bastante famosos na cidade e no mundo, como Os Smurfs e Tintim. Nos últimos anos, o artista Bonom se tornou uma verdadeira lenda local, conhecido por todos depois de pintar as fachadas locais.

image

8. Paris

Pode ser que o graffiti não seja o maior atrativo da Cidade da Luz, mas a capital francesa tem muitos talentos nas artes, inclusive a urbana. As ruas parisienses são o berço de alguns dos artistas mais conhecidos do mundo, como Blek Le Rat e JR.

image

9. Buenos Aires

A capital argentina tem dado bons passos na arte urbana, até por conta da política favorável ao graffiti. Assim sendo, tornou-se um verdadeiro playground para os grafiteiros do mundo todo, especialmente nos bairros periféricos La Boca e Barracas, revelando ainda alguns talentos, como o artista Jaz.

image

10. Grottaglie

A cidade italiana também tem ganhado alguma fama com o Fame Festival, evento dedicado ao graffiti, que reúne artistas do mundo todo. De lá, Blu conquista os muros e leva suas cores para outras cidades.

image

11.  Stavanger A Noruega

é um ótimo lugar para se viver, mas o graffiti encontrou problemas com a lei do país, sendo proibido em meados de 2009. Como a arte tem mais força, acabou vencendo essa luta, tornando-se referência e até lançando seu próprio festival, o Nuart.

image

12. Moscou

A Rússia também teve algumas dificuldades para aceitar o graffiti e reconhece-lo como arte. Porém, algumas brechas têm sido dadas e pouco a pouco a cidade vai se colorindo, como já acontece legalmente nas passagens subterrâneas.

image

13. Reykjavik

Colorida em sua essência, a capital da Islândia tem ido além das casinhas em cores fortes e ganhado toques artísticos. Integrando o cenário naturalmente belo e charmoso da cidade, fica fácil reconhecer e admitir que novos ares chegaram para

ficar.

image

14. Dresden

Enquanto Berlim já se consolidou na arte e na cultura, agora é a vez de Dresden brilhar. A cidade tem ganhado cores pelas mãos de grafiteiros do mundo todo, incluindo o artista brasileiro Evol, que deixou sua marca com a instalação famosa e realista “Buildings”, além de muitos outros nomes.

image

15. Cork

A Irlanda também tem dado espaço para a arte urbana, em especial a cidade de Cork, a segunda maior do país. O grafiteiro Conor Harrington e Fin Dac são alguns dos nomes que circulam por lá, ambos criando retratando pessoas pelos muros.

image

Todas as fotos: reprodução

*Esse post faz parte da parceria Hypeness e Natura, que criaram um canal especial para incentivar as pessoas a se apropriarem da cidade através da arte e das intervenções urbanas. Veja todos os posts do canal aqui. #urbanorecria #arteurbana 

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
E se os estados fossem pessoas? SP, RJ e Minas ganham suas versões