Viagem

Como esse casal se aposentou aos 30 anos para poder viajar o mundo

por: Redação Hypeness

Durante mais da metade da vida, supondo que você viva bastante tempo, o trabalho é a base de tudo e o descanso vem em pequenas doses. Difícil pensar em parar ainda jovem, por volta dos 30 anos, afinal, todos precisam de dinheiro para sobreviver e realizar seus sonhos. Para o norte americano Jeremy, este objetivo foi tão ambicioso que ele conseguiu se aposentar com esta idade para então viajar o mundo com a esposa, Winnie. E eles contam como conseguiram tal proeza.

Logo após se formar na faculdade, ele passou a trabalhar por 80 horas semanais em empresas de tecnologia e a acumular dívidas, da compra da casa em Chicago e dos estudos. Foi então que passou a traçar planos financeiros para conseguir se aposentar com 65 anos, como qualquer pessoa comum. Acontece que para estar em dia com suas contas, passou a investir e a economizar, na época ganhando um salário de 40 mil dólares.

No ano seguinte, estava trabalhando para a Microsoft, em Seattle, ganhando 85 mil dólares por mês e cometendo os mesmos erros com seus gastos básicos: compra de casa, carro e etc. Ao tirar férias de três semanas, depois de esforços de uma namorada para convencê-lo, se encantou pela boa vida nas Filipinas e começou a pensar em como poderia viver daquela maneira, com mais diversão e menos trabalho. Foi aí que começou a poupar de verdade seu dinheiro, vendendo sua casa e indo de bicicleta para o trabalho.

Em Pequim durante uma conferência de trabalho conheceu a esposa, Winnie, que era de Taiwan e economizava 50% de seu salário por conta da vontade de viajar e se sustentar com atividades como o mergulho. Isso bastou para o encantamento dos dois ser instantâneo e juntos passaram a economizar muito, morando no país dela, onde o custo de vida é bem inferior ao do Estados Unidos.

jeremywinnie2

Morando em pequenos apartamentos, deixando de gastar com pequenos luxos, ganhando mais de 30 mil dólares por mês e investindo pelo menos metade da grana, conseguiram, enfim, cumprir seus objetivos ao chegar na marca de 1 milhão de dólares em suas contas bancárias. Atualmente, Jeremy está com 40 anos e Winnie com 36, morando no México. Inicialmente a ideia era ficar apenas alguns meses no país, mas eles gostaram tanto de San Miguel  de Allende, que resolveram ficar por mais tempo, viajando periodicamente pelos arredores, como Cuba e Belize.

Obviamente que, com este dinheiro, daria para estar sossegado e viver de um jeito mais luxuoso, mas eles mantêm os pés no chão, ainda ganham um pouco de dinheiro com o blog que criaram, onde compartilham seu estilo de vida, e agora cuidam de seu bebê para que possam seguir viajando sempre que der vontade. Viver de investimento e renda é um sonho possível, desde que você abra mão de muitas coisas antes disso, afinal, ninguém fica milionário à toa.

jeremywinnie7

jeremywinnie8

jeremywinnie5

jeremywinnie4

jeremywinnie3

jeremywinnie6

jeremywinnie

Leia a entrevista completa do casal na revista Forbes.

Todas as fotos © Go Curry Cracker

[via]

Durante mais da metade da vida, supondo que você viva bastante tempo, o trabalho é a base de tudo e o descanso vem em pequenas doses. Difícil pensar em parar ainda jovem, por volta dos 30 anos, afinal, todos precisam de dinheiro para sobreviver e realizar seus sonhos. Para o norte americano Jeremy, este objetivo foi tão ambicioso, que ele conseguiu se aposentar com esta idade para então viajar o mundo com a esposa. E ele conta como conseguiu tal proeza. Depois de trabalhar por 80 semanais em empresas de tecnologia logo após se formar na faculdade e acumular dívidas, da compra da casa em Chicago e dos estudos, passou a traçar planos financeiros para conseguir se aposentar com 65 anos, como qualquer pessoa comum. Acontece que para estar em dia com suas contas, passou a investir e a economizar, na época ganhando um salário de 40 mil dólares. No ano seguinte, estava trabalhando para a Microsoft, em Seattle, ganhando 85 mil dólares por mês e cometendo os mesmos erros com seus gastos básicos. Ao tirar férias de três semanas, depois de esforços de uma namorada para convence-lo, se encantou pela boa vida nas Filipinas e começou a pensar em como poderia viver daquela maneira, com mais diversão e menos trabalho. Foi aí qe começou a poupar de verdade seu dinheiro, vendendo sua casa e indo de bicicleta para o trabalho. Em Pequim durante uma conferência de trabalho conheceu a esposa, Winnie, que era de Taiwan e economizava 50% de seu salário por conta da vontade de viajar e se sustentar com atividades como o mergulho. Isso bastou para o encantamento dos dois ser instantâneo e juntos passaram a economizar muito, morando no país dela, onde o custo de vida é bem inferior ao do Estados Unidos. Morando em pequenos apartamentos, deixando de gastar com luxos, ganhando mais de 30 mil dólares por mês e investindo pelo menos metade da grana, conseguiram, enfim, cumprir seus objetivos ao chegar na marca de 1 milhão de dólares em suas contas bancárias. Atualmente, Jeremy está com 40 anos e Winnie com 36, morando no México. Inicialmente a ideia era ficar apenas alguns meses no país, mas eles gostaram tanto de San Miguel  de Allende, que resolveram ficar por mais tempo, viajando periodicamente pelos arredores, como Cuba e Belize. Obviamente que, com este dinheiro, daria para estar sossegado e viver de um jeito mais luxuoso, mas eles mantêm os pés no chão, ainda ganham um pouco de dinheiro com o blog que criaram, onde compartilham seu estilo de vida, e agora cuidam de seu bebê para que possam seguir viajando sempre que possível. Viver de investimento e renda é um sonho possível, desde que você abra mão de muitas coisas antes disso, afinal, ninguém fica milionário à toa.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Shimabara: a cidade japonesa onde carpas coloridas nadam pelos canais de drenagem