Viagem

Ele não conhecia um lugar onde poderia trabalhar, surfar e morar: assim nasceu um negócio

por: Redação Hypeness

Encontrar o escritório perfeito para trabalhar não é uma tarefa fácil, mas atualmente as opções têm se ampliado tanto ao redor do mundo, que você certamente encontrará um canto para chamar de seu. O dilema do jovem Peter Fabor, 29 anos, era encontrar um lugar onde pudesse viver, trabalhar e surfar. Nisso, surgiu seu próprio negócio, o Surf Office, que combina deveres com diversão.

Com sede em Portugal, a companhia visa unir o conforto de um escritório de coworking onde além de trabalhar normalmente, as pessoas convivem juntas e se divertem com várias atividades de lazer inclusas no pacote, como o surfe. A ideia se popularizou entre startups, freelancers e empreendedores que partilham dos mesmos princípios, afinal, quem disse que trabalhar tem que ser chato?

O princípio é bem simples, baseando-se na ideia que o importante é a qualidade do serviço feito e não as horas que se gastam na frente do computador. Trabalhar menos, produzir mais, com menos distrações. O resultado do esforço e foco? Aulas de surfe, ioga na praia, passeios pela cidade, coisas que aumentam o bem-estar, que é o mais importante. Muitos participantes chegam ao Surf Office para resgatar o tempo livre em suas vidas mesmo com tarefas a serem feitas, já que entrar num ritmo frenético é a nova doença do mundo moderno.

Inovador, o escritório quer expandir este estilo de vida menos estressante e mais produtivo, adaptando o modelo às necessidades de cada um. Já podemos trocar o mouse por parafina?

image image image image image image image image image image image image image image image Todas as fotos: Divulgação

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Enem vem aí: veja as universidades de Portugal que aceitam nota da prova para ingresso