Inovação

“Trisal”: brasileiros contam nas redes sociais como é viver um casamento a três

por: Redação Hypeness

João amava Teresa que amava Raimundo que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili que não amava ninguém. Se para Drummond os impasses do amor formaram uma quadrilha, na vida de Klinger, Paula e Angélica, o resultado foi um bem sucedido “trisal“. Você sabe o que é isso?

No supermercado, no cinema, na cama e em viagens, eles fazem tudo juntos, os três. Trata-se de um casal, só que composto por três pessoas, que se amam e se respeitam como qualquer dupla apaixonada. Há cerca de três anos eles moram juntos em Jundiaí (SP) e com o chamado poliamor, conceito que aceita o amor afetivo e sexual entre mais de duas pessoas, desafiam os conceitos mais quadrados de relacionamento. Afinal, se é amor, porque precisa ser contido em duas pessoas?

Os três se relacionam entre si em um triângulo amoroso em que ninguém fica de fora. “O amor que eu sinto por eles não tem diferença, eu amo o Klinger assim como amo a Angélica, amor é cuidar e a gente se cuida muito“, afirmou Paula em uma entrevista ao programa Amores Livres, da GNT.

trisal9

Embora não seja nova, a ideia de poliamor é pouco usual e desperta curiosidade. Por isso, o “trisal” decidiu compartilhar em uma página do Facebook um pouco de seu dia a dia e responder a dúvidas sobre o formato de relacionamento que eles mantém. “Sim. É diferente sim. Para a gente é normal. Mas entendemos que pra sociedade como um todo não é”, afirma Klinger.

Ficou curioso? Dá uma olhada nas imagens e na página do Casal a 3.

trisal8

trisal7

trisal2

trisal3

trisal4

trisal5

trisal

Todas as fotos © Acervo Pessoal

Veja também:

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Adolescente cria solução genial para acabar com pontos cegos nos carros