Inspiração

5 restaurantes pelo mundo para você vivenciar um jantar às cegas

09 • 10 • 2015 às 08:40
Atualizada em 17 • 10 • 2015 às 08:26
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Nós temos 5 sentidos, até aí nenhuma novidade, mas quantos deles você realmente usa para aproveitar ao máximo cada experiência da sua vida? Por hábito, acabamos deixando de vivenciar tudo o que poderíamos por nos acomodarmos com a visão, que tudo mostra ali prontinho, sem mistérios, sem nos deixar surpreender.

Mas alguns lugares pelo mundo resolveram inovar e mostrar que há muito mais além do ato de ver as coisas, e querem que as pessoas sintam mais. Seja jantares, bebidas ou até a presença do outro, eles buscam por formas mais sensoriais, obrigando para isso os visitantes a usar o cheiro, o  paladar e o tato.

Por isso, o Hypeness decidiu apresentar 5 desses restaurantes pelo mundo, onde comer e beber é uma verdadeira experiência e onde o uso de todos os sentidos, menos o da visão, torna tudo mais especial (e tem brasileiro na lista!).

Vem conferir e ficar curioso para experimentar cada um deles:

1. Ateliê no Escuro, São Paulo

Idealizado pelas psicólogas Elis Feldman e Maria Lyra, é o primeiro atelier de refeições “às escuras” no país. A ideia surgiu após uma viagem que ambas fizeram a Paris, onde desfrutaram de um jantar servido por garçons com deficiência visual, em um ambiente escuro e vedado. A experiência foi tão marcante que elas só tinham uma certeza, de que precisavam oferecer algo semelhante aqui. O cardápio muda sempre e você só pode tirar a vendo no final, para ver se sau bem acertando o que degustava.

atelie

2. Dans Le Noir, Paris

A tradução literal do nome desse restaurante é “no escuro”. A proposta é oferecer experiência sensorial, social e humana na qual durante o jantar não há luz e alguns dos empregados são cegos, para que as pessoas sintam como seria ser um deles. Fundado em 2004, o sucesso é tão grande que hoje a franquia cresceu e tem casas também em Londres, Barcelona e S. Petesburgo. O conceito foi criado pelo Ethik Investment, um grupo europeu independente que trabalha na área da Inovação Social. Outra curiosidade do local é que nada de eletrônicos no momento da refeição, você pode pegá-los depois que terminar.

Dans-Le-Noir

3. Camaje Bistro, Nova York 

Assim como os outros, o jantar só começa a ser servido depois que todos estão vendados e o cardápio só é revelado ao final. Porém, essa opção às escuras acontece apenas duas vezes por mês lá e quem estiver na data pode ainda aproveitar a música ao vivo para sentir melhor a audição. Os tickets para o jantar, que dura 2 horas, são vendidos pela internet.

Camaje-Bistro

4. Whale Inside, Pequim

Um dos mais ousados nesses estilo no escurinho do jantar, um espaço grande em que muitas pessoas se sentam nas mesmas mesas e os garçons usam óculos de visão noturna para fazer o atendimento. Para o fundador do restaurante, na China, esse conceito vai além de apenas estimular os sentidos, ele comenta que o povo lá é muito tímido e que eles procuram o restaurante para s sentirem mais a vontade e corajosos para socializar.

Whale-Inside

5. Blindekuh, de Zurique 

Por último, mas nenhum pouco menos importante, esse é o primeiro restaurante no mundo com jantar às cegas, para ter ideia, ele existe desde 1999. O nome deles seria algo como a nosso brincadeira chamada de cabra-cega. Ele também é todo servido por deficientes visuais.

Blindekuh

Fotos: Reprodução

Degustação às cegas de Cachaça

Porém, nem só de gastronomia as degustações às cegas são feitas. Recentemente, recebemos um divertido e inusitado convite para apreciarmos uma degustação de bebida no restaurante Mocotó, em São Paulo. Vendas nos olhos, muito mistério sobre qual seria a bebida ou até mesmo de como seria a experiência. Todos os sentidos ficaram aguçados e, naqueles momentos, você escuta até o estalar da madeira da mesa.

Nosso anfitrião, o renomado sommelier de cachaça Leandro Batista, foi quem nos direcionou e conduziu a experiência. Nosso primeiro desafio extra sensorial foi sentir o cheiro de uma série de aromas dentro de uma cumbuca. O cheiro era delicioso e, para nossa surpresa, eram especiarias que encontraríamos na cachaça, que também começou pelo olfato, nada de visão ou paladar.

Enfim, chegou a hora de degustar mesmo e o que nós encontramos foi uma bebida saborosa, de qualidade e que se revelou ser a nova cachaça que chega ao mercado, Ypióca Cinco Chaves, o que pegou todos os participantes de surpresa, por ser leve e conceitualmente muito bem feita.

E acredite, o gostinho que fica na boca após bebê-la é uma agradável surpresa, uma mistura de baunilha e canela. Vale fazer o experimento em casa e curtir a bebida primeiro pelo olfato, depois pelo paladar e, por fim, quando todos seus sentidos estiverem ativados, usar a visão.

Oferecimento: Cachaça Ypióca

Ypióca Cinco Chaves pode ser encontrada em supermercados (Grupo Pão de Açúcar), empórios e bares bacanas de todo Brasil.

Dá uma olhada no vídeo:

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=RU1KgXrXKyw”]

foto1

foto2

foto3

foto4

Todas as imagens: Reprodução YouTube

Se beber não dirija.
Não compartilhe com menores de 18 anos.

selo artigo patrocinado

Publicidade

Canais Especiais Hypeness