Cobertura Hypeness

Acompanhamos o O.bra Festival, que trouxe novas cores ao centro de SP através do graffiti

por: Brunella Nunes

Publicidade Anuncie

No último fim de semana, São Paulo esteve em obras. Mas não é daquelas insuportavelmente barulhentas e caóticas, às quais os paulistanos já estão bem acostumados e sim por causa do O.bra Festival, evento internacional de arte de rua que conseguiu trazer novas cores ao centro da capital, dando vida aos dias nublados que se passaram.

A iniciativa chegou ao Brasil através dos idealizadores do Instagrafite, o DaTerra Produções Culturais e o empresário Luan Cardoso. Juntos, selecionaram 18 artistas nacionais e internacionais para transformar a região central numa verdadeira galeria a céu aberto, como já acontece no MAAU, na zona norte da cidade; nas ruas da Vila Madalena e, mais recente, na Av. 23 de Maio.

Foram pintadas 9 empenas de grande escala nos arredores do Largo Arouche, ponto de encontro principal das atividades gratuitas como workshops, palestras, jam sessions e onde estavam estacionados alguns food trucks. Um time de nove artistas foi convocado e, assim, poderiam convidar outros nove de sua preferência e de qualquer lugar do mundo, para formarem uma parceria artística.

As duplas foram compostas por: INTI (Chile) e Alexis Diaz (Porto Rico); Jaz (Argentina) e Conor Harrington (Irlanda); Herakut (Alemanha) e M-City (Polônia); Aleksei e Waone Interesni Kazki (Ucrânia); Speto (Brasil) e Never 2501 (Itália); Tinho (Brasil) e Carlos Vergara (Brasil); Binho (Brasil) e Suiko (Japão); Vitché (Brasil) e Jan Kalab (República Tcheca).

O brasileiro Herbert Baglione ficou com a missão de criar uma instalação de 10x10m no chão.

O.bra

ObraFest-4

O.bra-2

Grande parte das empenas estavam estrategicamente localizadas ao lado de estacionamentos e espaços livres, podendo assim dar maior mobilidade para os convidados pintarem. Esta foi ainda a primeira vez que os artistas Alexis Diaz, Conor Harrington, Herakut, Interesni Kazki  e Suiko pintaram no Brasil. A dupla Herakut contou ao Hypeness que tiveram ótimas experiências no país e o clima amistoso entre os envolvidos na ação. “Eles sempre foram rápidos em retribuir um sorriso ou gesto amigável, e isso ajuda muito a criar uma atmosfera confortável. Todos estavam tão interessados e dispostos a nos apoiar, contou Hera.

Para ela, outro ponto alto e positivo durante o O.bra foi uma visita, à convite do artista Mauro Neri ao bairro do Grajaú, do qual eu também fui este ano junto com ele. Quando as crianças perceberam que não falávamos português, pegaram um dicionário da biblioteca do estúdio do Mauro e procuraram palavras para conversar com a gente. É tão incrível o que projetos sociais podem fazer”, disse. Nós, artistas de rua, somos a melhor prova de que nem toda criação deve vir da tela do computador. Você pode criar algo realmente grande com ferramentas muito simples, desde que você esteja disposto a direcionar sua mente para isso.”

Os murais tiveram início no dia 13 de outubro e durante 12 dias progrediram aos olhos do público. A ideia do festival é não só levar a arte e revitalização para o centro, mas a valorização do artista do rua como muralista. Todas as obras têm um impacto visual incrível e falam por si mesmas em termos de qualidade, profundidade e criatividade. “Sentimos falta de um festival de arte urbana no Brasil e queremos existir e voltar anualmente para evoluir este cenário e dar voz aos artistas da street art no país”, diz Vera Santana. Entre tantas cores, colaborações, ocupações, só podemos desejar que este movimento continue a abraçar a cidade.

O.bra-4

ObraFest-15

ObraFest-17

O.bra-3

ObraFest-14

ObraFest-7

ObraFest-24

ObraFest-27

O.bra-11

ObraFest-2

O.bra-7

O.bra-10

O.bra-5

ObraFest-18

ObraFest-21

ObraFest-22

ObraFest-8

ObraFest-9

ObraFest-10

ObraFest-11

Todas as fotos © Brunella Nunes | Hypeness

coberturahype

Publicidade Anuncie


Brunella Nunes
Jornalista por completo e absoluto amor a causa, Brunella vive em São Paulo, essa cidade louca que é palco de boa parte de suas histórias. Tem paixão e formação em artes, além de se interessar por ciência, tecnologia, sustentabilidade e outras cositas más. Escreve sobre inovação, cultura, viagem, comportamento e o que mais der na telha.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Do cult ao mix de Carnaval com arraial: 24 eventos para curtir a semana entre Rio e SP