Roteiro Hypeness

São Paulo ganha restaurante da Turma da Mônica com atrações especiais para crianças

por: Brunella Nunes

Publicidade Anuncie

Não restam dúvidas de que a Turma da Mônica continua fazendo parte da infância de muita gente. Depois de ter parque de diversões refeito em São Paulo, agora a história infantil foi levada para dentro de um restaurante em Pinheiros, o Chácara da Turma da Mônica. Cercada de verde e dos famosos personagens, a nova empreitada de Maurício de Sousa está como suas tirinhas: divertida.

Com uma fachada chamativa, todos ficam curiosos com o local, que antes abrigava o restaurante e espaço para eventos Chácara Santa Cecília. Numa parceria com o grupo Maurício de Sousa Ao Vivo, surgiu a idealização de um ambiente lúdico, focado em  diversão, gastronomia, e aprendizado sobre sustentabilidade por meio de brincadeiras.

A área verde de 1.800 m² ganhou espaços temáticos. Ao entrar, os clientes já se deparam com a loja, destinada a vender produtos da marca; mais adiante já avistam a Mônica, a Marina sentada num banco, pronta para uma selfie, e o Luca, personagem que é o cadeirante da turma. Um enorme cristal de quartzo branco chama a atenção: diz a lenda de que este protege a casa e gera energia positiva para todos. Logo a frente está o bar e o restaurante, que tem buffet durante o almoço a R$ 42 por pessoa durante a semana.

Chacara-Monica11

Chacara-Monica5

Os caminhos com piso de madeira nos levam a diversos ambientes, sempre adornados por bonecos dos personagens: a Lagoa do Chico Bento, onde se vê  Zé da Roça, o Zé Lelé, peixes, tartarugas e um Poço dos Desejos, dos quais as futuras moedas serão doadas a ONGs;  a Horta do Hiro; o Estábulo do Nhô Bento, com animais de mentirinha; o Túnel dos Cristais; um bosque onde posam Jotalhão e Rei Leonino, além de outros animais típicos da mata; o Espaço Compostagem, que pertence ao índio Papa-Capim; a Oficina do Cascão, que convida as crianças a viverem um dia de mecânico; e o Clube do Cebolinha, onde ele trama todas as peripécias contra a dentuça…digo, a Mônica!

Alguns brinquedos como labirinto de elástico, escalada e escorregador, e outros salões temáticos ainda dividem o enorme ambiente verde, como o Salão Turma da Mônica Jovem, a Cozinha Delícia – da Magali, é claro -, e o Disco Mônica proporcionam ainda mais distração para os pequenos, com atividades monitoradas pela equipe. No geral, as áreas são bem agradáveis, abertas e com bastante iluminação natural, o que torna o ambiente mais agradável e acolhedor, especialmente para as crianças.

Chacara-Monica24

Chacara-Monica7

Chacara-Monica1

Chacara-Monica

Chacara-Monica16

Chacara-Monica15

Chacara-Monica12

Chacara-Monica19

Chacara-Monica18

Chacara-Monica17

Chacara-Monica20

Chacara-Monica21

Chacara-Monica3

Chacara-Monica2

Chacara-Monica10

No restaurante há uma mistura de sabores: pizzas, massas, saladas e grelhados são as opções durante o jantar. Aos sábados, domingos e feriados tem buffet especial com pratos temáticos, como por exemplo a mesa de tex-mex e cookshow de omelete e tapioca doces e salgadas. O café da manhã funciona aos domingos e feriados, das 9h às 12h. Quem aí vai querer ser a Magali?

Chácara Turma da Mônica
Rua Ferreira de Araújo, 601 – Pinheiros – São Paulo – SP.
Telefone: (11) 3034-6251/3910 

Horários de Funcionamento: 
Café da Manhã
Domingos e feriados, das 9h às 12h

Almoço
Segunda a sexta, das 12h às 15h30
Sábados e feriados, das 12h às 16h
Domingos, das 12h às 17h

Jantar/bar
Terça a sábado, das 18h às 22h

Estacionamento: R$ 22,00.

Todas as fotos: Divulgação

coberturahype

Publicidade


Brunella Nunes
Jornalista por completo e absoluto amor a causa, Brunella vive em São Paulo, essa cidade louca que é palco de boa parte de suas histórias. Tem paixão e formação em artes, além de se interessar por ciência, tecnologia, sustentabilidade e outras cositas más. Escreve sobre inovação, cultura, viagem, comportamento e o que mais der na telha.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Nudismo evangélico cresce no Brasil. Mas o que é isso mesmo?