Arte

Mãe se inspira em princesas da Disney para levar alegria a crianças com câncer

por: Redação Hypeness

Quando soube que a filha de uma amiga estava com câncer, a ex-enfermeira de oncologia Holly Christensen queria fazer algo para ajudar. Afinal, a menina, diagnosticada com linfoma, tinha apenas dois anos e certamente iria passar por alguns dos momentos mais difíceis de sua vida. A ajuda veio em formato de peruca, lembrando a cabeleira da personagem Rapunzel e permitindo que a menina convivesse melhor com a perda do cabelo ocasionada pelo tratamento.

Após a primeira peruca, muitas mães de todas as partes do país começaram a solicitar novas criações para Holly, que vive no Alaska, Estados Unidos. Ela, que também é mãe de três filhos, começou uma campanha para ajudar o maior número de crianças possível através da plataforma de financiamento coletivo GoFundMe.

Holly lembra que a quimioterapia deixa o couro cabeludo bastante sensível e, portanto, as perucas são todas feitas com fio têxtil próprio para a pele de bebês. Para isso, primeiro são criadas toucas de crochê e, só então, os fios são adicionados para conferir a aparência de uma peruca, sempre lembrando alguma das princesas da Disney. Entre as que já serviram de inspiração estão Elsa, Anna, Jasmine, Ariel e Rapunzel e, para que o projeto possa alcançar ainda mais crianças ao redor do mundo, ela também compartilha instruções para criar a sua própria peruca.

O resultado encanta qualquer um:

disney1

disney2

Fotos © Holly Christensen

disney3

disney4

disney5

Fotos © The Magic Yarn Project

disney6

disney7

disney8

Fotos © Holly Christensen

disney9

disney10

Fotos © The Magic Yarn Project

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Muito além de ‘Parasita’: 6 filmes para entender o cinema da Coreia do Sul