Inspiração

“Meu corpo, minhas regras”: por que este vídeo está enfurecendo grupos religiosos pelo Brasil

11 • 11 • 2015 às 06:39
Atualizada em 24 • 04 • 2016 às 14:20
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Quando em outubro, no Festival do Rio de Janeiro, a diretora Petra Costa discursou sobre a necessidade do feminismo estar em pauta e empoderar mulheres por todo o Brasil, comentários machistas invadiram a página do filme “Olmo e a Gaivota“, dirigido por ela. A resposta não poderia vir de outra forma: em vídeo.

No canal do YouTube dedicado ao longa, artistas como Alexandre Borges, Julia Lemmertz, Gustavo Machado e Bárbara Paz representam todos a figura feminina e debatem, no vídeo intitulado “Meu corpo, minhas regras“, o lugar que a mulher tem no cinema e no mundo. Sobretudo, questionam isso, evidenciando a necessidade de se falar sobre feminismo, direitos das mulheres e aborto.

Esse último tópico, em especial, provocou a raiva de diversos grupos religiosos, de vertentes católica e evangélica, nas redes sociais, que agora promovem o boicote a novelas e peças de teatro nas quais esses atores tenham participação. Segundo eles, é hipócrita que os artistas ofereçam suporte a programas como o Criança Esperança e, ao mesmo tempo, defendam o direito pelo aborto.

Assista ao vídeo completo e inspire-se:

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=CafzeA-9Qz8″]

video-feminismo

video-feminismo2

video-feminismo3

video-feminismo4

video-feminismo5

video-feminismo6

video-feminismo7

video-feminismo8

video-feminismo10

Todas as imagens © YouTube/Reprodução

Publicidade

Canais Especiais Hypeness