Design

A empresa brasileira que transforma o seu lixo reciclável em incríveis bicicletas ecológicas

Vicente Carvalho - 11/12/2015

Trocar o carro pelo transporte público e pelas ciclovias é uma mudança incrível que vem acontecendo com cada vez mais gente. Pedalar não só diminui a quantidade de carros nas ruas, como também ajuda na luta contra o stress e o sedentarismo.

E se você é daqueles que tá procurando a bike certa para chamar de sua, aqui vem uma dica diferente: que tal mandar fazer sua própria bicicleta ecológica a partir de sucata velha e garrafas PET?

Esse é o negócio criado pelo uruguaio Juan Muzzi – a Muzzicycles fabrica bicicletas mais flexíveis, resistentes e baratas, feitas sob medida a partir de plástico reciclável. Para fazer uma delas, Muzzi trabalha em parceria com ONGs que recolhem sucatas.

Depois de granular o material, ele está pronto pra entrar nos moldes das bikes reclicadas. E o melhor – se você quiser, pode mandar seu próprio material reciclado!

MuzzyCicles1

Tem gente relutante, que não entende bem as necessidades e as vantagens que as bicicletas trazem para a sociedade. Mas não podemos ir contra a realidade: depois da criação da ciclofaixa na famosa Avenida Paulista em São Paulo, o número de ciclistas que passaram por lá chegou a ser 51% maior em um ano. É a mudança que queremos ver nas nossas cidades, por mais biciletas nas ruas.

Se interessou? Corre pro site deles e entre na fila de espera do pedido, vale super a pena.

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=msry45JAunE”]

Muzzycicles2

Muzzycicles3

Muzzycicles4

internaBIKE2

internaBIKE4

internaBIKE3

Todas as fotos: Divulgação

Publicidade


Vicente Carvalho
Em busca da terra do nunca.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Maior iate do mundo é condomínio flutuante de R$ 3 bi, com apartamentos à venda por R$ 55 milhões