Inspiração

Cinco histórias que, em 2015, nos estimularam a pensar a questão de gênero

por: Redação Hypeness

Em 2015 os assuntos ligados a gênero ganharam destaque, ainda bem! Aqui, nós publicamos e falamos muito sobre a igualdade de direitos e escolhas. Relembre cinco belas histórias agora:

1. Suécia quebra tabu sobre homens que foram vítimas de estupro

Enquanto em muitos países a gente ainda luta pelo maior espaço das mulheres, a Suécia deu um passo a frente e passou a olhar também para os homens prejudicados por violências de gênero. Em outubro, começou a operar em Estocolmo uma clínica especializada em atender homens que sofreram violência sexual – afinal, eles também, infelizmente, são estuprados. Saiba mais aqui.

centro-sueco

2. Marido e mulher renovam votos como duas mulheres

Gary só descobriu sua identidade de gênero após seu casamento com Amy – e tudo bem! Ele decidiu se assumir como transexual e agora se chama Melissa. Hoje os dois vivem ainda mais felizes ao lado de três filhos lindos! Emocionante :’)

melissa-trans

Foto: © News Dog Media

3. Garoto que gosta de se vestir “como princesa” inspira mãe a criar livro infantil

Afinal, quem foi mesmo que disse que garotos brincam de carrinho e garotas de boneca? Pois bem. A mãe de Dylson sabe que isso tudo é um retrocesso e vê que desde os dois anos seu filho gosta de “coisas de menina”. Mas não foi fácil. A família passou por diversos especialistas até que seu filho mais velho disse “deixa ele ser feliz” – e a ficha caiu. Veja a história completa aqui.

princess-boy5

Foto: reprodução

4. Fotógrafa busca redefinir o que é a masculinidade em série de retratos íntimos

O que é ser masculino? O que te faz olhar para uma pessoa e colocá-la em uma caixinha imaginária etiquetada com a palavra “homem“? É a barba? A camisa larga? O boné? A gravata? A fotógrafa Jess Dungan destrinchou e revirou os conceitos de sexualidade e o gênero em um ensaio belíssimo.

masculinidade-retratos21

Foto: © Jess Dugan

5. Pai pinta as unhas com a filha para que ela cresça sem estereótipos de gênero

Professor, artista e pai, Nathan decidiu criar sua filha Sadie sem rótulos de gênero. E uma das atitudes que tomou foi juntar-se à pequena na hora de pintar as unhas. “Quando eu saio por aí com as unhas pintadas, eu olho para as minhas mãos e pés e penso nela. E é muito legal, então é uma forma de tê-la comigo o tempo todo“, conta. E o resultado é super divertido!

pai-pinta-unhas10

Foto: © YouTube/Reprodução

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Aos19 anos, brasileiro se torna mais jovem do mundo a iniciar mestrado em Harvard