Fotografia

Série de fotos poética retrata a vida e a cultura do sertão nordestino

por: Redação Hypeness

Quem nos acompanha sabe que temos várias paixões, mas se tivessemos que fazer uma lista, fotografia e viagem viriam certamente no topo dela. Quando a isso se junta o nosso Brasil, o cenário fica perfeito.

Estamos verdadeiramente apaixonados pelo trabalho que o fotógrafo brasileiro João Machado tem feito, não só porque sua história é, no mínimo, inspiradora (contamos tudo aqui), como porque acreditamos que o esforço e o trabalho fazem milagres. Por isso, ver um autodidata chegar tão longe em uma arte como a fotografia nos inspira a também sermos melhores naquilo que fazemos.

A série “O Sertão de João Machado” é uma viagem do baiano às suas próprias origens. E é também uma forma poética e cativante de contar a história de uma das regiões culturalmente mais ricas do Brasil. João Machado usa seu instinto, sensibilidade e (por que não?) suas próprias memórias de infância para retratar a beleza e a simplicidade do sertão.

SertaoMachado1

João acompanha os rituais e tradições locais, como as romarias de Bom Jesus da Lapa (na Bahia), ou o ritual que acontece toda Sexta-feira Santa na zona rural da cidade de Xique-Xique, onde ele nasceu, e onde homens se reúnem para se autoflagelar e reproduzir o sofrimento de Jesus Cristo.

O Sertão, de João Machado. Exposição na Galeria NIKON. Fotos para uso exclusivo de divulgação da exposição. DOC Galeria. contato@docgaleria.com.br

O processo criativo do fotógrafo envolve um grande contato com as pessoas fotografadas, para que consiga alcançar cliques espontâneos e carregados de vida. Na verdade, João explica que monta primeiro a imagem na sua cabeça e só depois dispara o clique.

No seu processo evolutivo como fotógrafo, contou com a ajuda de várias “companheiras”: primeiro uma Nikon analógica, quando a fotografia ainda era mais sonho que realidade; hoje ele usa câmeras digitais da Nikon, já que possuem tecnologia Wi-Fi e GPS integrados, o que possibilita um compartilhamento mais rápido e fácil, nesta era digital em que vivemos, não deixando a qualidade da imagem de lado.

Para quem se interessou, “O Sertão de João Machado” estará em exposição até ao dia 16 de janeiro na Galeria Nikon, na Vila Madalena, SP. Uma oportunidade para viajar em 20 imagens sensíveis e capazes de contar histórias que muitas palavras não alcançam.

Olha só:

SertaoMachado2

O Sertão, de João Machado. Exposição na Galeria NIKON. Fotos para uso exclusivo de divulgação da exposição. DOC Galeria. contato@docgaleria.com.br

O Sertão, de João Machado. Exposição na Galeria NIKON. Fotos para uso exclusivo de divulgação da exposição. DOC Galeria. contato@docgaleria.com.br

O Sertão, de João Machado. Exposição na Galeria NIKON. Fotos para uso exclusivo de divulgação da exposição. DOC Galeria. contato@docgaleria.com.br

O Sertão, de João Machado. Exposição na Galeria NIKON. Fotos para uso exclusivo de divulgação da exposição. DOC Galeria. contato@docgaleria.com.br

O Sertão, de João Machado. Exposição na Galeria NIKON. Fotos para uso exclusivo de divulgação da exposição. DOC Galeria. contato@docgaleria.com.br

O Sertão, de João Machado. Exposição na Galeria NIKON. Fotos para uso exclusivo de divulgação da exposição. DOC Galeria. contato@docgaleria.com.br

SertaoMachado9

O Sertão, de João Machado. Exposição na Galeria NIKON. Fotos para uso exclusivo de divulgação da exposição. DOC Galeria. contato@docgaleria.com.br

O Sertão, de João Machado. Exposição na Galeria NIKON. Fotos para uso exclusivo de divulgação da exposição. DOC Galeria. contato@docgaleria.com.br

Para saber mais, clique aqui.
artigo_patrocinado

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
As melhores fotos submersas de 2020 são de tirar o fôlego – pra suspirar depois