Empreendedorismo

Cia das Letras lança plano de assinatura que entrega livros infantis em casa

por: Redação Hypeness

Os livros que lemos e as histórias que nos são contadas na infância são para sempre, nos fazem adultos melhores, com boas lembranças para recordar. A editora Companhia das Letras lançou um serviço focado na literatura infantil: O clube de assinaturas de livros Expresso Letrinhas.

Os participantes recebem mensalmente, no endereço de sua preferência, dois livros infantis do catálogo da Companhia das Letrinhas, escolhidos por seus editores. A curadoria das obras é feita com a ajuda dos seguintes critérios: qualidade literária e gráfica; relevância dentro da história da literatura infantil; capacidade de dialogar com idades diversas; capacidade de trazer interesse tanto para meninos quanto para meninas. Todo mês o assinante receberá um clássico da literatura infantil e um título que traga discussões interessantes para o leitor e a família.

ciadasletras1

O serviço permite ajudar a imaginação da criança a ir adiante: “Com apenas um livro nas mãos, é possível explorar as estradas da nossa própria memória, as cordilheiras de emoções que dificilmente acessamos no dia a dia, conhecer tempos passados e futuros, visitar países distantes, desvendar o fundo do mar ou até mesmo o espaço.”. Para fazer parte do clube de assinatura basta fazer seu cadastro, fazer o pagamento com cartão de crédito e depois desfrutar de duas obras por mês para ler sozinho ou acompanhado, além das surpresas prometidas pelo Expresso. A assinatura custa R$ 54,90 + frete (valores disponíveis no site da editora).

Conheça o Expresso Letrinhas aqui.

Imagens: Divulgação

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Coronavírus: Líbano autoriza cultivo de maconha para recuperar economia