Inspiração

Ela manchou a roupa de menstruação e usou o Facebook para quebrar esse tabu

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Apesar de acontecer todo o mês, o assunto ainda é evitado em muitas partes do mundo. As pessoas escondem o absorvente, ficam apavoradas de medo de “vazar” e algumas religiões até condenam mulheres simplesmente por estarem menstruadas. Mas uma menina usou o seu próprio face para desconstruir tudo isso tudo.

A norte-americana Anushka Dasgupta balançou a internet ao publicar um desabafo depois que teve sua calça manchada de sangue. Ela conta que ao voltar para a casa, várias pessoas no metrô lhe disseram que ela deveria abaixar a blusa, para esconder a mancha de menstruação que ficou na parte de trás. Anushka ficou indignada. E com razão.

//

I came home today at four minutes past nine after a long walk, a metro journey and a 10 minute bus ride. There’s…

Publicado por Anushka Dasgupta em Domingo, 17 de janeiro de 2016

Este post é para todas as mulheres que me ofereceram ajuda para esconder minha ‘feminilidade’. EU NÃO ESTOU ENVERGONHADA. Eu sangro a cada 28-35 dias, algumas vezes isso dói, eu fico emotiva, mas então eu vou até a cozinha, como alguns biscoitos de chocolate e estou pronta para as próximas oito horas, porque EU NÃO ESTOU ENVERGONHADA“.

Em entrevista ao BuzzFeed dos EUA ela falou sobre a repercussão do post: “eu definitivamente não espera que o post se tornasse viral. Eu sempre fui tachada de ‘feminazi’ e tudo o que eu esperava com a publicação era uma grande quantidade de ódio. No entanto, muitas pessoas curtiram, compartilharam e elogiaram sua postura. (Que bom!)

Anushka

Anushka

Menstruar é algo natural e biológico – e não tem nada de errado com isso. Muito menos nojento! É triste saber, mas até hoje existem mitos de que as mulheres são taxadas de impuras, sujas, doentes e até mesmo amaldiçoadas durante esse período.

Já um estudo feito por um fabricante de absorventes afirma que 75% das mulheres ainda compram o produto envolto em embalagens ou jornais por causa da vergonha associada à menstruação. Sim, precisamos falar mais sobre o assunto.

Um outro exemplo recente que também fez barulho nas redes sociais foi o da jovem Kiran Gandhi. A norte-americana de 26 anos virou notícia em 2015 porque completou uma corrida menstruada e sem usar absorventes. Ela conta que era a sua primeira maratona e não se sentia confiante em correr com um algodão no meio da perna. E então assumiu a mancha e deu ainda mais força para a discussão.

kiran

Kiran

Veja também o relato completo em português de Anushka abaixo:

“Eu cheguei em casa hoje às 21h04 depois de uma longa caminhada, uma viagem de metrô e dez minutos de ônibus. Não aconteceu nada de especial na minha noite, além do fato de várias mulheres que estavam no meu caminho terem vindo me pedir para eu abaixar a minha blusa. A maioria dos homens ficaram me olhando e todas as crianças com as quais esbarrei não notaram ou se importaram.

Eu só fui descobrir o motivo de eu ser o centro das atenções em grande parte do meu caminho quando uma mulher (com boas intenções, eu tenho certeza) me ofereceu um papel higiênico. Eu tinha menstruado na minha calça.

Então lá estava eu, um pouco depois das 21h, sozinha na Esplanada com uma enorme mancha vermelha pela minha bunda e um artístico ponto vermelho debaixo do zíper da minha calça.

Este post é para todas as mulheres que me ofereceram ajuda para esconder minha ‘feminilidade’. EU NÃO ESTOU ENVERGONHADA. Eu sangro a cada 28-35 dias, algumas vezes isso dói, eu fico emotiva, mas então eu vou até a cozinha, como alguns biscoitos de chocolate e estou pronta para as próximas oito horas, porque EU NÃO ESTOU ENVERGONHADA.

Este post é para todos os homens que ficaram me encarando hoje. EU NÃO ESTOU ENVERGONHADA. Confiram a grande mancha vermelha na minha calça o tanto que vocês quiserem, olhem para a minha bunda, observem o jeito que eu ando, venham e me toquem se vocês se atreves, e eu lhes mostrarei que EU NÃO ESTOU ENVERGONHADA. Eu vou pegar um papel higiênico e te mostrar como isso funciona enquanto você me ensina a como mijar em público (porque claramente você não se envergonha disso, e eu também não.)

Para todas as crianças que não deram a mínima, NÃO SE ENVERGONHEM. Vão ter muitas manchas de menstruação em calças, saias, capas de colchão, capas de almofadas, em cadeiras, em mesas, pelas paredes, e no campo de batalha onde VOCÊS lutarão contra o estigma simplesmente NÃO FICANDO ENVERGONHADAS. Não sussurrem quando disserem a palavra “MENSTRUAÇÃO”, não ofereçam a uma mulher um papel higiênico de repente, ou uma muda limpa de roupas. PERGUNTE se ela precisa dessas coisas, DIGA a ela que ela tem uma mancha em sua roupa, NÃO TENTE FAZÊ-LA ESCONDER.
EU NÃO ESTOU ENVERGONHADA.
EU NÃO ESTOU MENSTRUADA.
EU ESTOU MENSTRUADA.”

Fotos: reprodução Facebook

Publicidade Anuncie


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Ricardo Boechat eterno: Filho de fã conta como orquídea ganhou nome do jornalista